terça-feira, 1 de setembro de 2015

Review Fear the Walking Dead S01E02 - So Close, Yet So Far: O desenrolar de um mundo desconhecido


Estamos entrando cada vez mais fundo no enredo de Fear the Walking Dead. O segundo episódio nos inseriu e nos familiarizou com os principais personagens, que cada vez mais demonstram serem pessoas normais, com dramas reais.

O episódio tem sua cena inicial com o Diretor Arty andando nos corredores vazios da escola portando um walkie talkie pelo qual transmite a mensagem “Está tudo limpo”. A cena corta para Alicia que anda no meio da rua com ar de desorientada. No momento em que passa pela frente da casa de Matt – seu namorado -, decide que o melhor a fazer é conferir o porquê do desaparecimento repentino dele. Ao entrar na casa, Alicia vê sinais de luta corporal e logo encontra Matt caído no chão.

Depois da abertura voltamos para o final do primeiro episódio, com Travis, Madison e Nick dentro do carro, aterrorizados com os eventos que envolveram Cal. O casal decide que o melhor a fazer é reunir a família dos dois (Liza, Chris, Alicia e Nick) e abrigarem-se em algum local no deserto (provavelmente na região de Mojave). Travis deixa mensagem de voz para Chris e Madison tenta contato com Alicia, que depois da insistência atende. Alicia revela para mãe a situação do namorado, que está enfermo e com febre, sentindo dor quando é tocado. Nick tenta sintonizar as rádios locais, todas noticiando fatos estranhos ocorrendo em toda a redondeza.

Travis, Madison e Nick passam na casa de Matt para ajudarem Alicia. Em dado momento, Travis percebe que Matt tem escoriações no corpo e algo que parece ser uma mordida perto da clavícula esquerda. Matt consente em ser deixado sozinho, visto que logo seus pais chegarão a casa. Alicia não demonstra contentamento em deixar o namorado só, mas acaba cedendo à insistência da mãe. O professor deixa Madison e os filhos em casa e parte à procura de Chris.


Madison abriga os filhos em casa, orienta Alicia a cuidar do irmão (que passa por convulsões quando em abstinência) e resolve ir até a escola em busca de medicamentos e suprimentos para a possível ida ao deserto. Ao chegar ao local, Madison vê o local totalmente abandonado e parte para a enfermaria. É surpreendida por Tobias, que a ajuda na busca por mantimentos. Após reunirem os remédios e variados tipos de enlatados, os dois se dirigem para a saída. Madison nota movimentação estranha e vislumbra o semblante do Diretor Arty atrás de uma porta vindo em sua direção. Madison tenta articular com o colega de trabalho, mas esse parece obstinado a ataca-la. Tobias intervém salvando-a de ser mordida por Arty. Os dois – Tobias e o diretor – despencam da escada e Arty começa a tentar devorar Tobias. Madison, com um extintor de incêndio, desfere uma série de golpes no infectado Arty, até certificar-se do seu óbito. Ao deixar Tobias em casa, ele a avisa que ela deve estar preparada para o novo mundo, e que o que era normal jamais tornará a ser.

Alicia mantém o irmão em boa condição e decide ir até a casa do namorado. Ao perceber que a irmã irá à casa de Matt, Nick implora para que ela fique em casa e a alerta que estar com Matt agora é perigoso. Alicia parece não se importar e sai de casa batendo a porta, contudo ao chegar próxima da calçada ouve Nick convulsionar dentro de casa, e volta imediatamente. Encontra o irmão afogando-se no próprio vômito e o ajuda.

Chris está em meio de uma confusão que se desenrola no meio da cidade entre civis e autoridades públicas. Enquanto isso, Travis chega à casa de Liza procurando pelo filho. Ao ligarem a televisão veem que ele encontra-se no meio da batalha no centro de Los Angeles. Imediatamente vão à busca do menino.


Ao se encontrarem tentam desvencilharem-se da proporção que a revolta tomou. As pessoas estão totalmente tomadas pela loucura e nada que as autoridades tentem poderá pará-las. Travis e a família (ou o que foi sua família um dia) se abrigam na barbearia da família Salazar. A energia é cortada e as linhas telefônicas estão congestionadas.

Madison chega a casa tentando não demonstrar os fatos pelos quais passou. Tranca-se no banheiro e chora. Seu telefone toca e vê que a ligação é de Travis. Os dois conversam, mas logo a ligação é cortada. Alicia percebe no rosto da mãe que algo não está bem. Ao direcionar-se para a janela na frente, vê a vizinha sendo atacada por um infectado, Alicia tenta sair de casa para ajuda-la, mas Madison põe-se à frente da porta, impedindo que a filha saia do recinto.

Nesse segundo episódio fomos apresentados a novos personagens – Griselda (Patrícia Reyes Spíndola), Daniel (Rubén Blades) e Ofelia Salazar (Mercedes Mason) – que provavelmente seguirão Travis e seu grupo na busca por abrigo do novo mundo. Daniel parece o tipo de pessoa que demorará a se acostumar com o novo cenário mundial, teimoso e por vezes rude. Griselda parece ser frágil e doce, cheia de fé e esperança. Já Ofelia, aparenta as características doces da mãe, mas tem uma personalidade forte, posicionando-se quando se faz necessário.


Fora os novos personagens, é possível identificar a preocupação da equipe em nos levar até 2010 (data do início do apocalipse) em cada detalhe. Carros, telefones celulares, eletrodomésticos, todos tem as suas versões correspondentes ao ano.

No segundo episódio, a série não pareceu cumprir com o quesito “história lenta”, que havia sido prometido. Tudo foi bastante intenso. Até então Nick e Madison despontam na frente da lista dos que já possuem infectados mortos na bagagem.

Chris continua demonstrando sua rebeldia e provavelmente será o típico personagem que envolverá muito o restante do grupo em problemas, devido a sua personalidade. Alicia é doce, responsável, atenta, mas demonstra opinião forte e obstinação em fazer tudo por quem ama. Por enquanto, os mais cientes da nova maneira de ver o mundo são Travis, Madison e Nick, que parecem já compreender que manter-se longe dos “infectados” é o mais correto e se necessário dar cabo a um deles, deve-se fazer.

O terceiro episódio de Fear the Walking Dead vai ao ar no domingo 13 de setembro, às 22h, na AMC Brasil.

Quais são suas perspectivas para os próximos acontecimentos? Você acha que Travis vai conseguir se reunir com Madison antes de partir para o deserto? Nick vai conseguir se recuperar e suportar as dores da abstinência? Comente abaixo e discuta conosco sua impressão dos personagens e do enredo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário