quinta-feira, 2 de julho de 2015

Lennie James fala sobre o retorno de Morgan e sobre a 6ª temporada de The Walking Dead


Uma das maiores surpresa do episódio final da quinta temporada de The Walking Dead não foi quem morreu, mas quem voltou. O queridinho do público Morgan (Lennie James), originalmente apresentado no episódio piloto e visto de novo no excepcional episódio “Clear” da terceira temporada, finalmente se encontrou com o grupo de Rick. Ele lutou contra a nova ameaça (os vilanescos Lobos que com certeza voltarão na sexta temporada), resgatou Daryl (Norman Reedus) e Aaron (Ross Marquand) de um fim quase certo, e chegou em Alexandria bem a tempo de ver Rick (Andrew Lincoln) meter uma bala na cabeça do otário Pete (Corey Brill). Só que o Morgan mente fria não sabe o que Pete fez, ou o que está acontecendo em Alexandria, nem o que aconteceu com Rick desde os eventos de “Clear”.

Isso marca um conflito tentador para a sexta temporada, e o Variety falou com James para saber o que estava por vir, com quem ele está empolgado para trabalhar, como ele equilibrará The Walking Dead com o drama britânico “Critical” e a teoria de que Morgan estava por trás dos “W’s” cravados nas testas do zumbis.

Variety: Morgan apareceu duas vezes na quinta temporada antes do episódio final. Esse foi sempre o plano para a chegada dele – as duas cenas e o grande retorno no season finale?

Lennie James: Eu sabia que apareceria no episódio final da quinta temporada, mas eu não sabia que até pouco antes que eu faria as duas cenas anteriores pós-créditos. Considerando a grandiosidade de The Walking Dead às vezes é tudo ou nada, especialmente quando se trabalha com Scott Gimple. Aconteceu que eu estava trabalhando em outro emprego na Inglaterra e tinha duas semanas de folga. Scott ficou sabendo que eu tinha essas duas semanas e perguntou, “Você viria por um dia e filmaria esses dois trechos?” Eu disse com certeza que iria. Voei de Londres para Georgia, me vesti do personagem, filmei os dois segmentos em um dia e voltei no avião para a Europa.


Variety: Aqueles dois segmentos realmente construíram uma ansiedade, os fãs sabiam que Morgan iria voltar, mas não sabiam exatamente em que episódio. Isso deixou mais fácil ou mais difícil de manter o segredo?

Lennie James: Ainda tive que ser desonesto com algumas pessoas bem próximas a mim com quem me importo muito e também para completos estranhos que me paravam nas ruas e faziam a pergunta. Mas eles meio que vieram fazendo essa pergunta pelos últimos quatro anos de várias maneiras, isso na verdade não mudou. Dessa vez, como tem sido desde que comecei na série, cada vez em que eu aparecia estava cercado de um bocado de logística de segredo. Às vezes me sentia como um agente secreto ou espião.

Variety: Vi uma história que você contou no Talking Dead que você teve que ficar em uma pousada escondida quando você voltou para “Clear” e o outro hóspede teve que assinar um termo de confidencialidade.

Lennie James: Eu nem sabia do nível de sigilo que estava me circundando até que a senhora da posada me disse. Eu pensei, “Uau, isso é sério mesmo.” Me pegou um pouco de surpresa e me mostrou de verdade onde e com o que eu estava envolvido. O serviço secreto pode aprender muito com as pessoas de The Walking Dead.

Variety: Falando em segredos, uma coisa que todos estão querendo saber é o que de fato aconteceu com Morgan durante o tempo em que ele não apareceu na série. Você ficou sabendo da história dele de cara?

Lennie James: Quando conversei com Scott ele me disse tudo que tinha pensado para o tom do personagem nas temporadas 5 e 6. Eu tenho uma ideia bem bruta e espero que possamos contar a história da maneira que Scott me disse que ele espera que seja contada. Acho que seria algo que agradaria os fãs e as pessoas que apoiaram e gostaram não só da série, mas de Morgan em particular. Acho que seria outro bom momento para o Morgan na série. De uma maneira ou de outra nós descobriremos o que aconteceu com Morgan e porquê isso o afetou. A maneira com que Scott me contou me empolgou e acho que vai empolgar os fãs também.


Variety: Presumivelmente nós veremos muito mais de Morgan na próxima temporada, mas você também está estrelando a série “Critical”, novo drama médico que estreou no Reino Unido. Como está sua agenda de trabalho? Você ainda não sabe como vai ser seu trabalho em The Walking Dead ou você ainda tem que deixar o tamanho do seu envolvimento com a série em segredo?

Lennie James: No momento acho que estou podendo cumprir meu comprometimento com The Walking Dead da maneira que é preciso. Não sabemos ainda se “Critical” terá uma segunda temporada. No momento estou podendo cumprir o que Scott já planejou para mim. Se algo mudar de algum dos lados eu terei que reavaliar as coisas. Mas até o momento tudo está dando certo.


Variety: Isso é bom de se ouvir. Não só foi bom ter o Morgan de volta, ainda mais com uma reintrodução destruidora com aquela cena de luta. Quanto de treino aquela cena exigiu e o que você achou quando ficou sabendo dela?

Lennie James: Eu fiquei bem empolgado quando eu fiquei sabendo para ser honesto. Uma das coisas que eu mais gosto desse trabalho é poder aprender novas habilidades. Geralmente um dos pré-requisitos para se tornar um adulto é deixar de aprender as coisas. Você sabe dirigir e você sabe cozinhar. Acho que quando as pessoas começam a envelhecer quando passam a pensar, “Não tenho mais nada para aprender.” No trabalho que eu tenho eu estou constantemente aprendendo novas coisas. Aprendi a mergulhar profissionalmente, escalar montanhas, pilotar moto, dirigir em alta velocidade, usar diferentes armas – por isso quando o Scott me mandou um email dizendo, “Gostaríamos de organizar algumas aulas de luta com bastão para você, quando você pode?” Eu respondi, “Quando quiser! Qualquer hora é uma hora boa para aprender a lutar com um bastão.”

Por fim, com meu comprometimento e estando fora do país, eu fiz quase um mês de treinamento intensivo, três vezes por semana e às vezes mais, treinei com um cara fantástico chamado Steven Ho, que foi um dos Tartarugas Ninja originais. Ele foi completamente fantástico e me desenvolveu em um curto período de tempo. Ou pelo menos eu parecia saber o que eu estava fazendo. E eu tinha um dublê fantástico em Atlanta que fez com que os momentos em que eu fiquei ruim, ficassem bons.

Variety: Depois da briga, Morgan decide deixar os dois “lobos” vivos no carro. Você acha que ele se arrependerá de sua decisão?

Lennie James: Tenho que seguir meu personagem. Acho que é a decisão correta para Morgan, mas pode não ser a decisão correta para Alexandria. Ele vai ter que lidar com isso com o passar do tempo.


Variety: Considerando essa decisão e o olhar no rosto de Morgan quando ele chega a Alexandra e vê Rick atirando na cabeça de Pete, parece que Rick e Morgan podem ter alguns confrontos com suas visões de mundo diferentes. O que você acha das opiniões dos dois personagens?

Lennie James: Acho que é um lindo enredo. É um daqueles momentos em que há muito a ser lido, sobre o que sabemos sobre esses dois homens e o que aconteceu com cada um deles desde a última vez em que se viram. É como se literalmente eles tivessem trocado de lugar. Sabemos que tem muita coisa acontecendo. Embora o Rick possa estar tomando decisões frias e clínicas sobre o que é esse mundo e sobre o que você precisa fazer para sobreviver, ele pode está perturbado, mas não está louco como Morgan estava em “Clear”. Mas Morgan não sabe disso. Quando Morgan chega ele acha que está olhando para si mesmo. Ele não poderia ter um exemplo mais forte e claro da jornada que fez desde a última vez em que o vimos para onde nós o vemos agora do que a visão de Rick em cima de Pete enquanto Abraham segura Pete no chão para Rick poder atirar. Quando Morgan chega naquele momento ele sente choque e medo, e fica de cara com a imagem de quem ele era.

Variety: Morgan descobriu que o mapa com a nota de Abraham: “O mundo novo vai precisar de Rick Grimes”, o que soou encorajador. Você acha que quando Morgan chegou em Alexandria ele pensou que tinha cometido um erro?

Lennie James: Sim. Ele provavelmente pensou, “O que quer que Abraham estava pensando, ele errou.” Acho que isso pode ser dito.

Variety: Em seus episódios passados você trabalhou com Andrew Lincoln, Danai Gurira, Chandler Riggs e agora um pouco com Norman Reedus. Você está ansioso para trabalhar com o restante do elenco?

Lennie James: Estou sim. É bem estranho, embora eu já tenha contracenado com Danai a gente não trocou nenhuma palavra em “Clear”. Ou eu estava mirando para ela ou inconsciente. Nunca nos falamos, por isso estou ansioso para uma cena com ela. Da última vez que interagi com Carl teve um momento só entre eles dois, por isso estou interessado em saber como essa relação vai se dar. Morgan e Daryl vai ser outra situação interessante de se explorar, assim como Morgan e Carol… Alexandria é um lugar interessante para Morgan ficar. Existem muitas possibilidades para ele conhecer essa variedade de situações desse mundo novo, do apocalipse zumbi ou de si mesmo. Ele nunca foi parte desse grupo. O maior grupo em que ele já esteve foi com seu filho. Isso vai ser bem interessante de se ver, quem ele vai se tornar, o que ele poderá fazer e o que não poderá fazer na companhia de outras pessoas.

Variety: Existiram muitas teorias na internet durante a temporada sobre os “W” cravados nas cabeças dos zumbis. Você ficou sabendo de que uma das teorias era de que Morgan era o responsável e que o “W” era um “M” de cabeça para baixo?

Lennie James: Não fiquei sabendo disso, mas vou dizer, só porque eu quero ver o que aconteceria, eles estão absolutamente corretos. É o Morgan de cabeça para baixo. Vamos ver o quanto podemos explorar isso até virar algo de verdade: É o Morgan de cabeça para baixo, ele não é mais a pessoa que era em “Clear”, ele agora é líder de um culto onde eles tatuam nos vivos e nos mortos com um “W” em suas testas. Vou deixar a dúvida para os fãs de onde o “W” dele está tatuado…

Variety: Isso vai desapontar muitas pessoas, e acho que você vai fica feliz com isso.

Lennie James: É, tenho que falar outra coisa agora. O outro segredo é que – eu estou de volta – então… [risos] Essa é a resposta mais longa. A resposta mais curta é não, isso não tem nada a ver com o Morgan.

The Walking Dead irá retornar com a sexta temporada em outubro de 2015 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário