sexta-feira, 17 de julho de 2015

6 diferenças que Fear The Walking Dead terá em relação a The Walking Dead


Durante a San Diego Comic-Con foi apresentado o primeiro trailer de maior duração da nova série, Fear The Walking Dead, que estreia dia 23 de agosto. A expectativa tem sido criada em torno da trama que mostrará o início do declínio da sociedade, conforme os zumbis vão atacando Los Angeles.

O painel do evento contou com o elenco e produtores, que usaram boa parte a apresentação para explicar detalhadamente como a nova série é diferente da principal, The Walking Dead. Confira alguns dos principais pontos abordados.

1 – Sem uma liderança óbvia


O produtor executivo David Alpert analisa:

Rick, em The Walking Dead, é o macho alfa. Um xerife, com treinamento em armas e noção do que é certo e errado. É fácil definir um cara desses como um líder.

Mas e se não houver um líder tão óbvio? E se o que tiver disponível for um professor de inglês ou uma orientadora escolar, sendo que ambos estão passando por problemas cotidianos? Suas vidas já não estão lá essas coisas no mundo normal que conhecemos, e então você adiciona à equação um apocalipse zumbi.

2 – Personagens incomparáveis


O produtor executivo de ambas as séries (além de mago da maquiagem) Greg Nicotero esclarece:

Não dá para comparar mesmo as duas séries. The Walking Dead tem aqueles personagens acima da média, como Rick e Daryl. O grande barato desta nova série é que ele mostra pessoas comuns. Um professor de escola [o protagonista Travis Manawa, interpretado por Cliff Curtis], que não tem uma arma, não tem uma espada.

3 – Os zumbis serão diferentes


Haverá muitos mortos-vivos, claro. Mas eles serão um tanto quanto diferentes. Menos decompostos (afinal, a infecção está começando). Nicotero descreve os zumbis de Fear The Walking Dead da seguinte forma:

São como aquela pessoa que está do seu lado, você olha para e percebe que ela não está bem. Sua primeira reação não vai ser ‘Caramba, eu deveria dar um tiro na cabeça dessa pessoa’. Há um pouco do nosso trabalho de maquiagem nos primeiros episódios, mas não será necessariamente a decomposição que temos em The Walking Dead. Você ainda sentirá a humanidade ali. Você ainda verá um pouco de vida em seus olhos.

4 – Um drama familiar


O showrunner Dave Erickson frequentemente descreve a série como um drama familiar, “a história de uma família bem conturbada tentando superar juntos os problemas”. Essa família problemática é representada por Travis (Cliff Curtis) e Madison (Kim Dickens), que trabalham na mesma escola. Ele é um professor de inglês e ela uma orientadora escolar.

A ex-esposa de Travis é interpretada por Elizabeth Rodriguez, e as desconfortáveis tentativas de encaixar os filhos em uma família resulta em um drama que se complicada cada vez mais, conforme o apocalipse se intensifica.

5 – Presença latina


Um dos espectadores do painel apontou que é legal ver uma forte presença latina no elenco de uma grande série televisiva. Fear The Walking Dead também conta os atores latinos Ruben Blades (que também é músico) e Elizabeth Rodriguez (que esteve na série Orange is the New Black).

6 – O que aconteceu durante o coma


Cronologicamente falando, a série começa no período em que Rick Grimes estava em coma, no outro lado dos Estados Unidos. Será que as duas séries irão se encontrar em algum momento? Erickson comenta:

Acho que o Scott Gimple [showrunner de The Walking Dead] me mataria se eu sequer levantasse essa ideia. Geograficamente falando seria muito complicado. Não há planos no momento em unir as duas histórias, por mais interessante que a ideia possa parecer.

Quais são as suas expectativas para a nova série? Fear The Walking Dead estreia dia 23 de agosto de 2015 e terá seis episódios com uma hora de duração cada. A série já tem segunda temporada garantida e chegará ao Brasil pelo canal AMC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário