segunda-feira, 1 de junho de 2015

TOP 5 The Walking Dead – Os melhores momentos de Carl Grimes


ATENÇÃO! O post a seguir contém numerosos spoilers sobre todas as cinco temporadas da versão televisiva de The Walking Dead. Caso não tenha assistido ainda, não prossiga. Você foi avisado!

Um dos pontos atrativos do universo de The Walking Dead, além de toda a trama pós-apocalíptica, são os personagens, e o modo como se desenvolveram ao decorrer dos cinco anos do drama.

Se a perspectiva por parte de um adulto já é no mínimo traumática, ver aos olhos de uma criança chega a ser quase perturbador. Foi assim com a breve jornada de Sophia (Madison Lintz), ou até mesmo com a chocante história de Lizzie (Brighton Sharbino) e Mika Samuels (Kyla Kenedy). Entretanto, o desenvolvimento de Carl Grimes (Chandler Riggs) consegue se diferenciar dos demais – e tal fato não parte somente pela questão de ser filho do protagonista, mas por toda a jornada em que teve de resolver assuntos próprios, encarando a morte e o perigo iminente em inúmeros momentos.


Para os telespectadores, a evolução do filho de Rick (Andrew Lincoln) foi composta por controversas opiniões. Alguns o amam, outros odeiam, mas a grande questão é: Carl Grimes está trilhando uma jornada extremamente épica. Com isso, separamos os cinco melhores momentos do personagem em The Walking Dead. Confiram:

05. A MORTE DE SHANE


Quando o décimo segundo episódio da segunda temporada, “Better Angels”, foi ao ar, o público ficou chocado. Escrito por Glen Mazzara, o roteiro encerrou a história de Shane (Jon Bernthal) na série, quando este acabou por ser esfaqueado pelo melhor amigo no peito, e deixado para sangrar até a morte.

Por mais difícil que fosse, Carl sempre esteve envolvido no triângulo amoroso gerado por Rick, Lori (Sarah Wayne Callies), e Shane. Após os eventos trágicos que haviam ocorrido com Dale (Jeffrey Demunn), acabou por se sentir culpado. Era o primeiro passo para a transição da criança ao novo mundo. Quando o garoto seguiu até o local onde havia enxergado o pai, acabou por encontrá-lo juntamente a um Shane já zumbificado, onde atirou na cabeça do mesmo, por misericórdia. Por sua vez, isto serviu para provar que a antiga frágil criança agora já estava se adaptando, e pronta para seguir em frente naquele mundo.

04. O PRIMEIRO INTERESSE AMOROSO


Outro momento bastante marcante para a evolução de Carl foi ver seus interesses românticos sendo desenvolvidos. Nos quadrinhos, ainda na época da prisão, desenvolveu uma “relação” com Sophia Peletier que, ao contrário da versão televisiva, ainda estava viva no mesmo ponto (e ainda continua!).

Quando o grupo encontrou a prisão, na terceira temporada, Carl pareceu estar amorosamente interessado em Beth (Emily Kinney), sendo geralmente visto brincando e conversando com ela, em uma tentativa de chamar atenção da menina. Entretanto, este foi um ponto esquecido logo em seguida, no decorrer da temporada (e da trama em si).

Por fim, quando o grupo chegou em Alexandria, Carl conheceu o grupo de adolescentes moradores da Zona Segura. De todos eles, aquela que mais chamou sua atenção foi Enid (Katelyn Nacon). Após ver ela fugindo da Comunidade, decidiu segui-la, mas acabou perdendo-a de vista na primeira vez (como visto no episódio 12, “Remember”). Porém, durante o décimo quinto episódio, “Try”, Carl acabou por encontrar a garota no meio da floresta.

Por um pequeno tempo, correram entre as árvores, parando logo em seguida para uma conversa, onde ambos trocaram idéias sobre o passado difícil de cada um. Inesperadamente, a conversa foi interrompida por uma horda de errantes que passava no local, que levou os dois a se esconderem dentro de um tronco oco. Quase resultando em um beijo, Carl acabou por recuar, mostrando não estar preparado para aquele momento.

Estima-se, claramente, que o relacionamento dos dois personagens venha a ser explorado na sexta temporada, que deve estrear em meados de outubro deste ano.

03. O AMADURECIMENTO


Quando a terceira temporada iniciou, Carl Grimes já não era a mesma criança de antes. Determinado e sempre disposto a arriscar a vida no combate aos errantes (mesmo renegado e impedido pelo pai, ou pela mãe), presenciou momentos perturbadores durante os primeiros meses na prisão. Com a morte da mãe, acabou tornando-se uma criança mais fria, poucas vezes se abrindo com outros moradores da prisão – como foi visto em uma cena deletada do episódio 05 do terceiro ano, “Say the Word”, onde o pequeno aparece sendo confortado por Beth. Quando matou um garoto de Woodbury a sangue-frio, usou como argumento os acontecimentos anteriores, todos causados por uma “segunda chance”.

Entretanto, o ponto mais forte da evolução do personagem ocorreu logo após a queda da prisão, mais precisamente no episódio “After” (04×09), quando, sozinho com um Rick desgastado pela batalha contra O Governador, teve de sobreviver. “Eu não preciso mais de você. Eu não preciso mais que você me proteja. Eu já posso tomar conta de mim mesmo. Eu ficarei bem se você morrer”. As palavras ditas pelo filho ao pai mostraram toda a agonia da situação. Carl não tinha mais família – até tal ponto acreditava que Judith e o resto do time da prisão estavam mortos -, e foi quando pensou já poder lidar com o mundo exterior sozinho. A realidade? Realmente não podia. “Eu estou com medo.”. Chorando enquanto segurava o corpo do pai, mostrou que mesmo sendo forte, ainda possuía um grau visível de fragilidade, e não estava totalmente pronto para o que estava por vir.

02. O REENCONTRO COM RICK


Nos primeiros episódios de The Walking Dead, a grande e principal questão era saber como, e quando Rick conseguiria reencontrar sua família. Enquanto o xerife ainda estava em coma, Lori e Carl foram salvos por Shane – quando a praga se tornou uma ameaça de proporções devastadoras. Logo, acabaram por ficar no acampamento de sobreviventes idealizado por Dale.

Enquanto Glenn (Steven Yeun) e outros sobreviventes buscavam suprimentos em Atlanta, acabaram por encontrar o policial, e o levaram até a base onde estavam. Enquanto Andrea (Laurie Holden) abraçava uma esperançosa Amy (Emma Bell), Carl e Lori mantinham-se afastados dos outros, enquanto a mãe confortava o filho. No entanto, as lágrimas de tristeza abriram espaço para a felicidade, quando o pequeno garoto viu o pai. Em uma dramática, poderosa, e bela cena, pai e filho se abraçaram, e logo em seguida deram espaço para a mãe. Apesar de tudo, eles estavam juntos de novo, e era o que importava naquele momento.

01. BOA NOITE, AMOR!


Quando Rick abandonou Andrew (Markice Moore) para um bando de mortos-vivos no episódio 02 da terceira temporada, “Sick”, não esperava-se aquilo que havia sido plantado. Sobrevivendo ao ataque da horda, atraiu um número considerável de errantes para dento da prisão, trazendo à tona um dos mais trágicos e inesperados momentos de toda a trajetória dos personagens, no memorável “Killer Whitin”.

Quando Lori, Carl e Maggie (Lauren Cohan) tiveram de buscar refúgio dentro da sala da caldeira devido ao ataque dos errantes, o mal estar começou a tomar conta da mulher de Rick, que começava a sentir que o bebê estava prestes a nascer. Em uma cesariana feita por Maggie com a faca de Carl, Lori não sobreviveu.

Como se a torturante visão da mãe ser morta durante o parto não fosse o suficiente, Carl se ofereceu para dar o tiro de misericórdia. “Acabaram as coisas de criança. As pessoas vão morrer. Eu vou morrer. A mãe. E não tem como você estar pronto para isso”. Após lembrar do discurso dado por Rick ainda na segunda temporada, em lágrimas, atirou na cabeça da mãe, evitando que a mesma pudesse retornar como apenas mais um errante. Como as próprias palavras do pai profetizaram, as coisas de criança haviam acabado. Naquele instante, Carl havia se tornado um homem.

Então, estes foram os cinco momentos escolhidos como os mais marcantes da jornada de Carl Grimes na série de TV. Você concorda com a nossa lista? Quais são seus momentos favoritos do personagem? Qual outro você incrementaria para deixá-la completa? Deixe sua opinião na área de comentários abaixo.

The Walking Dead irá retornar com a sexta temporada em outubro de 2015 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário