sexta-feira, 5 de junho de 2015

A dificuldade dinâmica de Resident Evil 4


Resident Evil 4 é um marco na série por uma série de motivos, mas até hoje pode surpreender os menos familiarizados com um dos jogos mais conhecidos da franquia. Você sabia que o game possui uma dificuldade dinâmica, que se adapta completamente ao seu desempenho?

Quem detalha essa característica sensacional de Resident Evil 4 é Mark Brown, em seu canal do YouTube, dedicado a discutir game design. No vídeo, Mark conta como o último jogo da série criado por Shinji Mikami discretamente altera seu nível de dificuldade de forma dinâmica, adaptando-se às habilidades do jogador. Sem que você perceba, os inimigos podem se tornar mais agressivos ou causar mais dano em Leon caso você dê tiros mais precisos ou consiga dar cabo deles rapidamente. Ainda, a disponibilidade de itens também se altera: mais Pesetas aparecem para jogadores com melhor desempenho, enquanto os noobs ganham mais ervas e munição.


Todo esse sistema não serve só para dar uma mãozinha para os menos habilidosos, mas para garantir uma experiência completa. Mark explica o que os game designers chamam de flow, que é basicamente uma sensação constante de dificuldade “intermediária”, que impede que o jogo seja tão fácil, que se torna entediante, ou tão difícil, que se torna frustrante.

A coisa mais brilhante da dificuldade dinâmica não é só o fato de, bom, ela ser dinâmica, mas sim, de ser totalmente discreta. Poucas pessoas percebem que essas alterações acontecem enquanto elas estão jogando, ao contrário de jogos como Donkey Kong Country Returns, que basicamente completa um nível para o jogador caso ele morra muitas vezes, ou Uncharted 3, em que Sully fica irritantemente dando spoilers das soluções de puzzles enquanto você está tentando resolvê-los (argh!). Esses empurrões mais descarados costumam ser frustrantes para a maioria dos jogadores, que gostariam de completar seus desafios pelas próprias pernas. Outro bom exemplo é a recente adição de dificuldade dinâmica de Metal Gear Solid V que, literalmente, sacaneia o jogador com um chapéu de frango caso Snake falhe muitas vezes em suas missões. Poxa, Kojima.

Outra vantagem da dificuldade dinâmica de Resident Evil 4 ser totalmente discreta é impedir que alguns jogadores intencionalmente se matem ou tomem dano para reduzir a dificuldade em momentos oportunos. É claro que algumas pessoas percebem isso e usam como vantagem, especialmente aquelas que jogam várias e várias vezes. Ainda assim, a intenção é tornar a experiência mais estável possível, sem momentos de alta dificuldade e frustrantes, ou uma facilidade extrema, o que torna o game tedioso.

Vale lembrar que esse tipo de abordagem já foi usada em outros jogos da série, como Resident Evil: The Darkside Chronicles, alterava o nível de dificuldade automaticamente entre fácil, normal e difícil de acordo com desempenho do jogador.

Via: REVIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário