domingo, 17 de maio de 2015

Andrew Lincoln fala sobre Morgan e a chance de Rick para o romance após o último episódio da 5ª temporada


Atirar no seu rival romântico, salvar uma cidade cheia de pessoas através de uma ameaça, explodir um walker em seu rosto, e reunir-se com seu primeiro amigo do pós-apocalipse, Morgan… foi um final de temporada muito agitado para o sobrevivente líder de The Walking Dead – Rick Grimes.

Rick, interpretado por Andrew Lincoln – aquele que deveria receber nomeação cada vez que rola temporada de premiações – fala com o Yahoo TV sobre o último episódio da quinta temporada (temporada que ele diz ser uma de suas favoritas): O derretimento nojento do zumbi que lhe deu um tapa no rosto, a fala memorável de Rick Grimes que ele estava empolgado para proferir, e seus pensamentos sobre se o Sr. Grimes está ou não pronto para soltar as rédeas da Ricktatorship tempo suficiente para ter a sua guinada com as mulheres.

Yahoo TV: Em que parte do ranking essa temporada está em relação as outras, para você?

Andrew Lincoln: Lembro de ter lido isso e dito algo como “Que diabos foi isso?” E então, você sabe, algo incrível aconteceu quando [produtor executivo] Greg [Nicotero] me ligou e disse: “Vai ser uma hora e meia.” Eu disse: “Graças a Deus.” Há tanta coisa acontecendo. Para mim, esta foi uma das temporadas mais agradáveis. Certamente por um tempo, quero dizer, foi tão… estava sempre à frente, sabe? Ficava mudando constantemente, e pensei que [showrunner] Scott [Gimple] e os roteiristas conseguiram lidar com muitas coisas ao mesmo tempo com histórias brilhantes. Eu estava conversando com Greg porque lidamos com a imprensa hoje em Londres, e ele disse a mesma coisa. Eu disse que ficamos energizados, a equipe e o elenco, quando terminamos a temporada, porque conseguimos criar uma história emocionante.

Yahoo TV: A fala de Rick, “Quantos de vocês eu tenho que matar para salvar suas vidas?”, o que você pensou quando leu isso? Parece ser uma fala muito louca, mas ficou tão perfeita e conseguiu expressar o que ele realmente estava tentando fazer para essas pessoas entenderem o que é sobreviver. E então, é claro, ele recebe a resposta de imediato quando tem que matar Pete.

Andrew Lincoln: Bem, há uma história por trás dele. Como é sempre o caso com 16 episódios, correndo do trem, e você está construindo a pista que você vai, e o trem de aproximar-se e aproximar-se, e quase superando você. E este foi o caso aqui … o discurso mudou no último par de dias [antes das filmagens], e a fala… Eu me lembro de estar no trailer de Scott Gimple. Ele estava no set. E ele disse: “Eu tenho uma ideia”… e então ele meio que escreveu com talvez 24 horas de antecedência. E ele me entregou, e eu li em voz alta e disse algo como “Oh!” E eu continuei voltando para essa fala. E disse: “Isso é incrível! Obrigado!” Foi como um presente de Natal. Foi como um Natal, em que você diz “Sim!” porque você está absolutamente certo. Ela resumiu toda a frustração de Rick e também seu comedimento, porque ele está optando por não fazê-lo. Mas também, é uma fala muito legal.


Yahoo TV: O olhar em seu rosto quando Rick atira em Pete, e, em seguida, quando Morgan aparece e diz seu nome… esse olhar é mais choque ao ver seu amigo, ou é algo que tipo puxa Rick desse momento de forma inesperada?

Andrew Lincoln: Eu acho que são várias coisas. Eu acho que é uma mistura de um monte de coisas. Eu acho que ele sente que é uma vida passada, e que está olhando para um homem diferente agora… os dois estão, em ambos os sentidos. Para Rick é como uma miragem. Ele reconhece Morgan, mas ao mesmo tempo não o conhece. E também há a vergonha porque Morgan testemunhou essa estranha execução. Há um monte de coisas que estão ao redor. Lembro-me de dizer a Scott, “O que acontece em seguida? O que acontece a seguir entre esses dois homens?” Porque eles se sentem como pólos opostos. Eles se sentem como… Eu mal posso esperar para ver o que acontecerá após esta noite extraordinária.

Yahoo TV: É nesse momento que começaremos a 6ª temporada, certo?

Andrew Lincoln: Bem, você espera que sim. Mas o lance é que eles continuam nos confundindo ultimamente. Eles continuam dando voltas e reviravoltas. E também o que eu amei nesta temporada, como em outras temporadas, é a mudança e o modo como lidam com o tempo. Eu acho que é uma estranha paixão que o Sr. Gimple tem tanto na tela quanto fora, brincando com as convenções do momento. Então, eu não iria tentar adivinhar o que ele fará. Eu tentei, eu e Norman [Reedus] e Steven [Yeun] e [Lauren] Cohan e toda a gangue meio que tentou, e constantemente dizemos algo como “eu acho que é isso”. E nós sempre estamos errados. Sempre.

Yahoo TV: O aspecto do mapa na história também foi incrível, foi tão casual o modo como Morgan encontrou isso. Como você acha que será a reação de Rick quando ele descobrir exatamente como Morgan o encontrou?

Andrew Lincoln: Acho que é uma coisa impressionante. Quero dizer, foi um incrível golpe de sorte, mas também há uma espécie acaso, tenacidade, todas essas coisas extraordinárias. Eu adorei quando as peças do quebra-cabeça se encaixaram. Eu apenas pensei: “Isso é tão incrível e eloquente.” E isso é algo que Scott e os roteiristas fazem muito, estes ótimos roteiristas… eles ecoam muito. Há muitas tramas circulares e arcos que parecem estar acontecendo com os personagens, e as coisas continuam a ser colocadas com diferentes aparências na série, e isso é realmente adorável e muito gratificante.


Yahoo TV: E nós não podemos ter um final de temporada sem que algo nojento aconteça com Rick. No ano passado, foi a mordida na jugular do reivindicador Joe. Este ano, foi o walker explodindo em todo o seu rosto.

Andrew Lincoln: Isso é algo que não fizemos antes. Realmente, a noite das filmagens estava realmente desagradável, só para você saber. Absolutamente horrível. Muito frio, lutando no chão frio, e, em seguida, um balde de sangue cai no meu rosto às 3:15 da manhã. Adorável.

Yahoo TV: Não podemos dizer que você não sofre por sua arte e para o nosso entretenimento.

Andrew Lincoln: [Risos.] Sim, exatamente. Eu sempre disse que minha biografia deveria se chamar Kiss My Art. É assim que vou chamá-la.

Yahoo TV: O final da temporada e o fato deles se estabelecerem em Alexandria também revelou que Rick pode estar aberto ao romance, talvez com Jessie, talvez – se um grande grupo de fãs conseguirem o que querem – com Michonne. Quem quer que seja, Rick está disponível para isto neste momento?

Andrew Lincoln: Você sabe… Alex Breckenridge, que é uma atriz brilhante e que se juntou a nós de maneira tão perfeita nesta temporada – falamos muito sobre isso, sobre isso não se tratar apenas de olhares ardentes e impulsos… foi muito mais. Rick e Jessie são ambos pessoas danificadas que de alguma forma surpreendem um ao outro com a intimidade que um tem com o outro. E acho que ela é uma atriz extremamente sutil e verdadeira, e eu gosto muito de trabalhar com ela. Eu acho que… se você colocar Rick em um teste com detector de mentiras e disser: “Você sente algo por Jessie?” Eu não acho que ele saberia. Acho que ele realmente seria inflexível e, diria algo como “Não.”

Mas, certamente acho que há momentos nas suas histórias em que algo inflama. Certamente, ela é a primeira pessoa que faz Alexandria ser um lugar viável para ele. Ela explica tudo a ele. Ela diz: “Você sabe, nós todos perdemos coisas, e isso é… olhar para o futuro. Você sabe… havia tantas besteiras no passado, e olha para o mundo agora. Pessoas que nunca estariam falando uns com os outros, e estão conversando entre si.” Então, ela abre uma espécie de, você sabe… um lado dele que ele não tinha acessado por dois anos. É um homem tentando sentir novamente. E acho que todos os personagens estão fazendo isso. Eles estão todos tentando isso de suas próprias maneiras, para ver se eles podem ser humanos.


Yahoo TV: Nesta temporada, a audiência foi novamente fenomenal e só subiu. A popularidade do programa em termos de quão entusiasmados os fãs estão só tem crescido. Se alguém tivesse dito quando você assinou pela primeira vez que a série se tornaria o maior show na TV a cabo norte-americana, e um dos maiores shows da TV, o que você teria dito?

Andrew Lincoln: Eu teria dito: “Muito obrigado. Eu adoraria estar envolvido nesse projeto.” [Risos.] Eu amo o fato de termos essa incrível resposta dos fãs e uma reação tão entusiasmada. Quero dizer, isso faz com que todos se preparem para tentar entregar uma temporada melhor a cada ano. Você sabe… nós entregamos a propriedade da série [ao público] na 1ª temporada, quando pela primeira vez mostramos o trailer na Comic-Con. Foi quando percebemos, “Oh, isso não tem nada a ver com a gente. Tem tudo a ver com aqueles caras lá fora. É melhor não estragarmos isso.” E acho que isso apenas continuou. É a [nossa] responsabilidade, e a paixão é alimentada. Minha paixão para dar tudo o que tenho é alimentada pelo desejo dos fãs pela série e para que a história continue. Logo antes de uma nova temporada começar [das filmagens começaram], todos nós começamos a dizer “Quando é que vamos começar?!” Eu sinto como se isso fosse Natal, a noite antes do Natal, e tenho todos esses presentes para abrir, e não tenho permissão para abri-los. Porque você mal pode esperar para voltar, e começar a ler os novos roteiros, e ver onde a história nos levará a seguir.


Yahoo TV: É perfeito que a nova temporada sempre entre em produção logo após o final da temporada anterior ir ao ar. Isso deve aumentar o entusiasmo para você voltar ao trabalho.

Andrew Lincoln: Sim, sim. Acho que funcionou por acaso. Porque há algum tempo de tranquilidade, e é possível meio que relaxar, tem Natal, tem um feriado. Em seguida, começa novamente, e você terá essa montanha-russa incrível… e, em seguida, da mesma forma… culmina no final da temporada – e é incrível que a AMC tenha nos dado uma hora e meia para esta – nós estamos de folga de novo.

The Walking Dead irá retornar com a sexta temporada em outubro de 2015 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário