terça-feira, 28 de abril de 2015

Você pode morar em Alexandria!


Você não precisa ser recrutado por Aaron para morar na comunidade de Alexandria. Você pode de fato morar lá – de verdade – ou apenas fazer um tour virtual pelo local. A comunidade que estava decidindo se deveria ou não exilar Rick Grimes no último episódio da quinta temporada, é de fato um complexo conhecido como Gin Property em Senoia GA, e sim, tem pessoas morando em algumas das casas. Quando a Entertainment Weekly esteve na locação para a filmagem do penúltimo episódio e da grande cena de luta entre Rick e Pete, a filmagem foi momentaneamente interrompida enquanto um caminhão do correio estava passando para entregar catálogos e contas para os moradores da comunidade.

Outra curiosidade sobre a comunidade fictícia de Alexandria? Ela fica literalmente do outro lado dos trilhos do trem de outra locação icônica de The Walking Dead: Woodbury. É isso mesmo, dá pra ver uma cidade da outra. Inclusive, enquanto estavam filmando em Alexandria, os membros do elenco costumavam caminhar até Woodbury para tomar café. Sim, é estranho.

Como a série da AMC consegue filmar no complexo Gin Property? Porque ele foi desenvolvido por Scott Tigchelaar, presidente dos Raleigh Studios Atlanta, a base de The Walking Dead em Senoia. (A famosa prisão das temporadas 3 e 4 foi construída nos fundos do Raleigh). E como foi explicado por Gale Anne Hurd, produtora executiva de The Walking Dead, Gin Property foi especificamente construído para ser também usado como uma locação.

“Se chama Gin Property e fica perto de Senoia, onde nossos estúdios estão.” disse Hurd para a EW. “E felizmente a comunidade foi desenvolvida pelas mesmas pessoas que são donas do estúdio. Parte do contrato de CC&R daquela comunidade é que foi pensada para ser um abrigo e um local de filmagem, então é algo de que todos os moradores estão cientes – [ainda que] possam ter esquecido. Mas eu acredito que as luzes às três da madrugada provavelmente ajudam eles a lembrar.”


CC&R é a sigla para Cláusulas, Condições e Restrições, que basicamente são as regras para uma casa definidas – neste caso – pelo desenvolvedor. Então se você quer comprar uma casa e morar nela, você aceita as condições. E agora uma dessas condições é uma parede gigante de quase cinco metros sobre a maior parte da propriedade para simular os muros em volta de Alexandria nos quadrinhos em que a série se baseia. De acordo com o Newnan Times-Herald, o estúdio tem uma autorização para a parede que vai até 30 de novembro de 2015, com a opção de renovações anuais até 2019. É muita parede (Vale observar que Alexandria ainda é uma comunidade ativa nos quadrinhos, então essas pessoas podem ficar lá por um tempo).

Kathleen Sullivan, que mora na rua Plyant na comunidade, não pareceu particularmente entusiasmada sobre a clausura quando falou com o Times-Herald. “Eu disse que a parede ficaria feia. Nenhum de nós tinha visto ainda. Mas, meu deus, é bem mais feia do que eu poderia imaginar.”

Enquanto os moradores precisam se preocupar com uma grande parede cercando sua casa por mais quatro anos, a série precisa se preocupar com spoilers de vizinhos enxeridos que podem querer vazar detalhes daquilo que veem, ou tirar fotos não autorizadas sorrateiramente. No entanto, Hurd diz que esse é um problema menor do que quando eles filmam em outros lugares. “A verdade é que precisamos lidar com isso em qualquer lugar quando estamos fora da área do estúdio”, disse Hurd. “Pelo menos não existe um prédio de seis andares onde eles podem ficar com uma lente focada em nós. A área onde filmamos essencialmente tem casas vazias. As pessoas decidiram morar em outro lugar enquanto estivermos lá – ou eles entendem e respeitam as regras.”


No fim, parece que tanto os moradores locais quanto as pessoas que fazem o drama de maior sucesso na TV a cabo aprenderam a coexistir e lidar com as inconveniências em ambos os lados. “Eu acho que o maior problema é realmente o acesso”, disse Hurd. “As pessoas querem ir para casa quando chegam de carro, e esse não é sempre o caso porque às vezes estamos no meio de uma cena. Mas tentamos ser respeitosos com essa parte da vizinhança e entendemos que é a vida dessas pessoas. Nós estamos lá, eles estão lá – assim como o grupo de Rick precisa se integrar com os Alexandrinos, nós também precisamos com os locais em Senoia.”

A integração gerou alguns momentos estranhos para o elenco. “Nós estamos filmando cenas nessa cidade e você vê as cortinas se mexerem na janela de alguém e tem pessoas morando aqui”, disse Melissa McBride, que interpreta Carol. “E você olha e eles acenam e então o caminhão do correio passa. É bizarro!”

Então, se você quer morar em Alexandria e não se importa em viver atrás de uma parede gigante de aço, mude-se para Senoia GA. Quem sabe? Talvez Carl Grimes entregue seu jornal.

The Walking Dead irá retornar com a sexta temporada em outubro de 2015 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário