sexta-feira, 3 de abril de 2015

The Walking Dead 5ª Temporada: 5 curiosidades de “Conquer”


E chegamos ao final! O 16º episódio da 5ª temporada de The Walking Dead, “Conquer”, apresentou muitas tramas sendo desenvolvidas, revelações, sangue e mortes.

Foi um episódio mais longo, abordando muitos personagens diferentes, a aparição de velhos conhecidos e novas caras. Todos os ingredientes para um final fantástico.

Com tantos eventos acontecendo simultaneamente, certamente haverá material para discussão durante a espera da 6ª temporada, que tem previsão de estreia para outubro de 2015. E as primeiras informações já estão aqui. Confira 5 detalhes do último episódio da 5ª temporada que você talvez não tenha percebido.

1 – A morte do cara de vermelho


Pobre sobrevivente de vermelho. Tinha tanto potencial e mal pudemos conhecê-lo. No começo do episódio, Aaron e Daryl o avistaram e perceberam suas habilidades de sobrevivência, mas infelizmente ele virou literalmente um “Redshirt” quando foi morto pelos Lobos.

“Redshirt” (camisa vermelha) é um personagem na ficção que morre logo após ser introduzido. O termo surgiu na série original de Star Trek, nos anos 60, onde a equipe de segurança, que usava camisas vermelhas, frequentemente morria durante os episódios. Mortes estilo “redshirt” geralmente são usadas para evidenciar o perigo que os personagens principais estão correndo.

2 – Foreshadow na cena final


Os momentos finais do episódio foram repletos de tristeza com a morte do marido de Deanna, assassinado por um perturbado Pete que buscava vingança contra Rick.

Talvez tenha acontecido um foreshadow desta cena, e de várias formas bem interessantes. Começando com a conversa entre Rick, Glenn, Abraham e Michonne, após Rick acordar de sua luta contra Pete. Ao falar sobre não portar armas, Carol responde:

“Ainda temos facas. É tudo o que precisamos contra eles”.

E em seguida, ao formular um plano para o caso do encontro com Deanna e os habitantes de Alexandria desse errado, Rick fala:

“Hoje a noite, no encontro, se as coisas ficarem ruins eu assobiarei. Então Carol agarra Deanna, eu pego o Spencer, você [Michonne] pega o Reg. Glenn e Abraham ficam de olho nas pessoas… se não conseguirmos nos safar, pegaremos os três e ameaçaremos cortar suas gargantas”.

Em uma cruel reviravolta, no final foi Reg quem acabou tendo sua garganta cortada, e ainda por cima pela katana da Michonne.

Houve também uma cena onde Maggie e Deanna meio que comparam para ver quem perdeu mais entes queridos no apocalipse. A perda do pai e da irmã de Maggie pelas mãos de pessoas perturbadas não tinha nem comparação com a recente morte do filho de Deanna, graças a sua própria estupidez. Mas após o final do episódio, Deanna acabou empatando em número de mortes próximas.

3 – O símbolo no fundo


Este foi mais um episódio com cenas pós-créditos. Na cena em que Michonne pega sua katana e a embainha novamente, havia um octógono ao fundo. Uma das simbologias do polígono é o de “renascimento ou transição”. Um símbolo bem adequado para uma comunidade que está prestes a embarcar em um completo renascimento e transição conforme o grupo de Rick vai ganhando território e os habitantes começam a se adaptar a esta nova vida.

4 – Morgan e Rick aparentemente inverteram os papéis


O momento final do episódio foi incrível. Morgan e Rick finalmente trocaram olhares desde o episódio “Clear”, na 3ª temporada. Contudo, há um contraste interessante entre o que aconteceu em “Clear” e o que aconteceu em “Conquer”.

Anteriormente, quando Rick, Michonne e Carl encontraram Morgan e suas armadilhas elaboradas, ele definitivamente parecia um louco que perdeu a noção da realidade. E agora ele parece totalmente são, enquanto Rick é quem está coberto de sangue, acabando de assassinar uma pessoa, mal conseguindo manter sua sanidade.

Após Morgan ter feito aquele discurso de que cada vida é preciosa, como ele vai reagir ao testemunhar o amigo executando alguém em praça pública? Ele entenderá a situação?

Interessante notar também que o ator que interpreta Morgan, Lennie James, esclareceu no Talking Dead que apesar de seu personagem ter espancado aqueles dois Lobos, ele buzinou o carro para checar se havia zumbis por perto e dar uma chance de sobrevivência para eles. O que aconteceu que o fez mudar tanto?

5 – O final foi muito semelhante aos quadrinhos


A 5ª temporada foi uma das mais próximas dos quadrinhos. Foram diversos momentos fielmente adaptados em diversos detalhes, inclusive os curativos no rosto do Rick. Também houve a menção de Davidson, que acabou sendo exilado, além da cena em que Pete grita furioso: “Esta não é minha casa”!

E o momento mais similar foi justamente o final, com o ataque de Pete, a morte de Reg e Deanna dando a permissão para Rick matar Pete.

Encontrou outros momentos curiosos neste episódio? Comente conosco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário