segunda-feira, 6 de abril de 2015

Mulher conta a verdade por trás da pegadinha do zumbi no Metrô


Silvio Santos emplacou mais uma pegadinha e junto com esse novo sucesso surgem perguntas do tipo “como é que as pessoas que participam não sabem que é uma pegadinha?” ou ainda a certeza de que se trata de um figurante.

Uma das mulheres que participou da brincadeira ficou “famosa” por se defender do ataque de zumbis com sua bolsa. Querendo entender o que passou pela cabeça de uma das mulheres que tiveram seus dez minutos de fama, o UOL encontrou Aurileide Silvestre Gomes, uma agente social cearense, que mora em Caucaia e que afirmou que não sabia que participaria de uma pegadinha e que nunca assistiu a “The Walking Dead”.
  
Segundo Aurileide, ela foi chamada em dezembro para testar e avaliar o serviço do metrô de Fortaleza e para isso recebeu a quantia de R$ 70. Como ela precisava do dinheiro e nunca havia usado o metrô, resolveu unir o útil ao agradável e aceitou fazer o teste.

“Também queria conhecer o metrô, era uma novidade, nunca tinha andado. Tão chique, tão bonito, a cara da riqueza. Ia passear de metrô, testar o metrô e ainda ganhar R$ 70, oh tá bom demais”.


A nova “estrela do SBT” também afirmou que se soubesse do que realmente se tratava não teria feito por ter medo de filme de terror. O episódio, que foi ao ar durante o “Programa Silvio Santos” no último domingo (29), acabou fazendo com que ela ficasse conhecida na família como “a doida que tentou matar o zumbi com a bolsa”.

“Minha bolsa estava bem cheia mesmo, saio para resolver as coisas e carrego tudo, tinha até uma bíblia, mas não sabia se podia bater. O zumbi apanhou de bíblia, pelo menos ficou abençoado”.

Mesmo sofrendo de pressão alta, Aurileide afirmou que o susto não a fez passar mal e que paramédicos mediram sua pressão para checar e tudo estava bem. Já uma outra participante que apareceu no vídeo desmaiada, não teve a mesma sorte e acabou desmaiando com a encenação. Mas, segundo a assistente social, ela se recuperou rapidamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário