quinta-feira, 19 de março de 2015

The Walking Dead S05E14: 5 coisas que você pode ter perdido em “Spend”


Por: Rafael (do site Walking Dead BR)

Uau. Posso dizer que esse último episódio de The Walking Dead foi o melhor da quinta temporada. Não me entenda mal, a estreia foi muito boa, mas o episódio 14, “Spend”, atingiu um nível totalmente diferente.

Por um lado, tivemos alguns desenvolvimentos impressionantes de dois personagens, um velho e um novo, e por outro lado tivemos sérias cenas de ação, incluindo duas cenas incríveis de morte. A morte de Noah foi sem dúvidas a mais gore que a AMC já produziu, e ao mesmo tempo uma das mais dolorosas de se ver. Nunca fiquei tão em dúvida se chorava ou olhava para o lado com nojo.

Mas como todo episódio de The Walking Dead, sempre há muita coisa que vimos e que não vimos, confira essas cinco coisas que talvez você tenha perdido no episódio 14, “Spend”.

1. A Bíblia apareceu de novo e de novo e de novo


Como já sabemos, The Walking Dead nunca se esquivou das referências e comparações com a Bíblia e o uso de imagens religiosas durante as últimas cinco temporadas, e esse episódio não foi uma exceção. Primeiramente, tivemos Noah no que pensamos que fosse o começo de sua jornada em se tornar o aprendiz a arquiteto de Reg. Parecia muito que Noah iria ajudar Alexandria a se tornar uma moderna arca de Noah, mas a arca veio a um fim abrupto. Espero que pelo menos ele tenha feito Reg entender a importância de educar os membros jovens de Alexandria para que a comunidade possa continuar em um lugar seguro.

A segunda grande referência bíblica veio, sem surpresas, do homem de Deus, Padre Gabriel. Depois de queimar seu colar clerical uns episódios atrás, Gabriel estava de volta ao púlpito. No entanto, ele pareceu ter uma realização, e foi até Deanna e disse que Rick e companhia não eram confiáveis, usando a frase:

“Satã, ele se disfarça de anjo de luz. Eu temo que a falsa luz esteja aqui, dentro dessas paredes.”

Não tenho certeza se Gabriel estava se escondendo desde que o grupo chegou a Alexandria, mas ele definitivamente deixou claro que agora que está seguro atrás dessas paredes, está pronto para interpretar o papel de Judas. Interessante que na Bíblia há muitas versões de como Judas morreu. Os Atos dos Apóstolos afirmam que depois da compra de um campo com seu dinheiro de sangue, ele caiu de cabeça e seus intestinos explodiram, e no livro de Mateus, Judas comete suicídio por enforcamento. Para mim, uma vez que Maggie ouviu seu discurso para Deanna, parece que certamente Gabriel tenha metaforicamente se enforcado. Não posso esperar para ver o que isso significa para seu futuro, dadas às mudanças que Alexandria parece passar.

2. Carol brigou com seus demônios interiores


Carol com certeza tem sido uma das personagens para vigiar nessa quinta temporada. Depois dos terríveis eventos que ocorreram na segunda metade da quarta temporada envolvendo Karen, David, Lizzie e Mika, Carol mudou e se tornou uma pessoa muito mais difícil. Suas últimas interações com o jovem Sam definitivamente mostraram sua relutância para formar qualquer tipo de vínculo com crianças novamente (ela parece nunca se envolver até mesmo com Carl ou Judith), e pelo seu passado com Sophia e depois com Lizzie e Mika, quem pode culpá-la?

Porém, felizmente, ela suavizou o suficiente para entender que o pobre Sam estava escondendo um segredo que a própria Carol escondeu por muitos anos, e que Sam estava ali por uma razão: ele queria uma arma para proteger sua família contra seu pai, Pete. Mesmo que tenha parecido meio duro quando ela sugeriu a Rick que matasse Pete, depois do que aconteceu com Ed lá na primeira temporada, Carol sabia que não existe lugar para pessoas assim em uma pequena sociedade pós-apocalíptica.

Essa é uma linhagem da história para assistir com cuidado, eu prevejo que será uma das maiores histórias para esses dois últimos episódios da quinta temporada.

3. O final foi pré-anunciado


Houve um pouco de prenúncio nesse episódio, o primeiro foi referente à morte de Noah, quando a música “Internet Friends” do Knife Party estava explodindo na van quando o grupo foi a sua missão. A frase “agora você vai morrer” infelizmente se tornou bem verdade para o mais novo membro do grupo quando ele sucumbiu a um grupo de zumbis graças a covardia de Nicholas. A segunda referência a algo sinistro foi uma placa da zona de construção que dizia:

“Coisas grandes estão por vir: o shopping Woodlands. Você chegou ao seu destino.”

Enquanto o grupo de construção teve que lidar com um grupo de walkers no episódio, acho que a placa estava indicando coisas bem maiores que estavam por vir no final da temporada, provavelmente relacionado aos prenúncios dos Lobos que estamos vendo.

4. O grupo tomou a liderança


Apesar da morte de Noah, ele escreveu algo bem profético em seu diário pela primeira e última vez, “Esse é o começo”. Este episódio é certamente o início da liderança do grupo de Rick em Alexandria, tornando-a o melhor possível. Primeiramente tivemos Abraham mostrando ao grupo de construção como as coisas funcionam, fazendo Tobin, o ex-líder, entregar as rédeas a ele voluntariamente. Depois dos eventos na saída por suprimentos, é óbvio que a partir de agora Glenn irá assumir o papel de líder e assegurar que acidentes como as mortes de Aiden e Noah nunca aconteçam novamente. Rick e Michonne já têm a ferramenta da lei sob controle. Daryl é um recruta, enquanto Sasha está ocupando a nova posição de vigia. Até Maggie já está na sombra de Deanna para assumir o lado político das coisas.

Eles podem estar lá por um curto período de tempo, mesmo assim foi o suficiente para o grupo mostrar seu poder, autoridade e utilidade em Alexandria, e felizmente os cidadãos parecem entender que esse novo grupo pode lidar com as coisas bem melhor do que eles até agora.

5. Houve uma tonelada de desenvolvimento dos personagens


Mesmo com tanta ação neste episódio, também houve desenvolvimentos de personagens:

• Eugene: Uau, finalmente estamos vendo que tipo de homem ele é! Depois de ter afirmado que ele não estava pronto para combate, e tropeçando nas caixas quando eles estavam dentro do depósito, Eugene mostrou que ele vale algo quando tirou a Tara ferida de dentro do prédio e depois salvou Glenn e Nicholas chamando a atenção dos zumbis com a música alta.

• Aiden: Infelizmente Aiden esperou até seus últimos momentos para mostrar algum sinal de desenvolvimento, mas com seus últimos suspiros, ele admitiu que os outros membros do grupo de suprimentos morreram por causa da atitude dele e de Nicholas, dizendo “Fomos nós. Os outros de antes, eles não entraram em pânico, nós entramos. Fomos nós.”

• Noah: Noah sempre foi um personagem bom, adicionando uma quantia razoável ao grupo no curto espaço de tempo que ele esteve com eles. Em “Spend” ele mostrou que realmente queria se cometer e contribuir à sociedade de Alexandria, mas lamentavelmente, mesmo ele estando disposto, o destino tinha outros planos.

• Nicholas: Bem, nós não aprendemos muito sobre Nicholas, mas ele mostrou quem realmente é quando ficou mais que feliz em abandonar seu amigo ferido e depois deixar Glenn e Noah para morrer a fim de salvar sua própria pele. Eu realmente espero que haja algum tipo de repercussão por suas ações, principalmente agora que Rick está no comando do cumprimento da lei.

• Gabriel: Assim como Nicholas, nós não aprendemos muita coisa boa sobre Gabriel, mas ele mostrou que mesmo depois que escolheu deixar membros de sua congregação trancados para fora da igreja para sucumbir aos zumbis, ele ainda tem uma estranha crença que Rick e o grupo são piores que ele. Felizmente, não acho que Deanna vai acreditar nas palavras de Gabriel, afinal, como você pode acreditar que um grupo com um bebê pode ser tão ruim assim?

Qual foi a sua parte favorita do episódio? Notou mais alguma coisa bacana? Deixe tudo nos comentários abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário