sábado, 21 de março de 2015

REVIEW The Walking Dead S05E14 – “Spend”: Rota de Colisão


Se os produtores da série queriam encontrar uma forma de fazer os espectadores ficarem definitivamente do lado de Rick em sua conspiração, eles conseguiram da forma mais eficaz. Choque. Eu não achava que Noah fosse se tornar regular, mas o início do episódio realmente me fez querer ver mais deste personagem. Sua visão a longo prazo e vontade de contribuir para a comunidade o tornaram um perfeito candidato para… Bam! Morto por walkers! Aliás, morto horrivelmente por walkers, de uma maneira como a muito não se via, simplesmente por que Nicholas não conseguiu aguentar a pressão.

E neste ponto, nós finalmente sabemos qual é a questão de Alexandria. Ninguém vira churrasco, ninguém é colocado para brigar numa rinha repleta de walkers, ninguém precisa atacar um semelhante para garantir o seu lugar na comunidade. Eles apenas abandonam uns aos outros para morrer quando a coisa fica feia. Apenas. Junte à equação o fato deles serem extremamente burros – a palavra é essa mesmo, gente – e pronto. Você já tem o palco montado para o maior número de mortes desnecessárias da história da série.

Sendo um lugar tão seguro, autossuficiente e organizado, o maior perigo para os moradores de Alexandria são os próprios moradores de Alexandria, como bem veio constatar Glenn, quando foi forçado a assistir Noah ser despedaçado pelos monstros na porta giratória.


Era de se esperar que com Aiden no comando, a situação fosse eventualmente sair do controle, afinal ele já tinha dado uma amostra do seu modus operandis, mas a velocidade com que as coisas foram de “missão relativamente arriscada” para “desastre total”, só ajudou a preparar o terreno para a intervenção de Rick.

Em Spend, os acontecimentos são organizadamente orquestrados para mostrar o quanto os moradores de Alexandria são mesquinhos. Quase que simultaneamente ao ocorrido na loja de departamentos, Abraham presenciou uma situação similar no canteiro de obras. Gente sendo posta em perigo desnecessariamente, gente sendo abandonada para morrer. É como se o verniz de civilidade desta comunidade finalmente tivesse ruído.

E se isso ainda não é suficiente para te fazer achar que Rick deve sim tomar a direção de Alexandria. Adivinhe, só. Pete bate na esposa e filhos. Desesperadamente, alguém precisa tomar as rédeas da situação e o fato é que, depois do que aconteceu neste episódio, o palco já está montado.


Observações:

– A morte repentina de Noah só me faz acreditar cada vez mais que se um personagem começa a ter mais destaque, ele pode estar com os dias contados.

– Para contrariar todos aqueles que o chamavam de covarde (e até ele mesmo), Eugene demonstrou não ser tão egoísta assim. Num episódio repleto de gente preparada para abandonar os companheiros à morte, ele corajosamente salvou Tara e se impôs contra Nicholas. Isto é redenção.

– Na tradição cristã, Gabriel é o anjo da anunciação. Foi ele quem avisou Maria e José sobre o nascimento de Jesus. Talvez por isso Padre Gabriel ache que deva avisar Deanna sobre os “perigos” que envolvem o grupo de Rick. Por outro lado, existe outro anjo na tradição cristã, conhecido por fazer fofoca e disseminar a discórdia… E aí, o que você acha?

– Da primeira vez que Pete apareceu na série, nós não o vimos de fato, pois ele se dirigiu a Rick através das sombras. No episódio seguinte, ele pareceu ser extremamente expansivo. O fato é que não sei se foi este contraste ou alguma outra coisa que me fez detestá-lo antes mesmo que eu soubesse que ele batia na esposa. De fato, a antipatia foi tamanha que durante o papo bêbado “vamos ser amigos” eu já estava pensando: “mal posso esperar pelo momento em que Rick vai meter uma bala em sua cabeça.”

– Carol tem diversos motivos para não querer se envolver com crianças novamente. Sam também tem ótimos motivos para querer ficar a 100 metros de distância de Carol. Mas o fato é que suas histórias são parecidas e eu suspeito que o relacionamento entre os dois vá se desenvolver um pouco mais.

Try é o próximo episódio da série e o último antes da Season Finale. Considerando que vai ter transmissão simultânea para o Brasil e quase o dobro de duração, só podemos esperar um fim de temporada como nunca se viu.

E aí, o que você acha que vai ser? Deixe sua opinião abaixo sobre Spend e suas expectativas para a série. Até mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário