segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

The Walking Dead 5ª Temporada: Perguntas e Respostas com Chad L. Coleman (Tyreese)


Chad L. Coleman, que interpreta Tyreese em The Walking Dead, fala sobre filmar os momentos finais de Tyreese e o que ele tem em comum com seu personagem.

P: O que você sabia – durante o hiato – sobre o destino de Tyreese nesta temporada?

Chad L. Coleman: Nada! Eu tive que processar toda a experiência em tempo real. Pensei que Tyreese teria algum tipo de resolução, uma vez que ele perdoou Carol.

P: O que você achou da maneira como Tyreese lidou com a confissão de Carol?

Chad L. Coleman: Eu acho que ele é uma alma torturada. Toda essa angústia nele é intensificada. Fiquei surpreso com os fãs dizendo: “Bem, por que você não a matou?” Uau! Como você chegou aí? Muitas pessoas têm raiva reprimida e a violência desta série é catártica para elas. [Risos]

P: Fale sobre as filmagens de sua cena de morte no episódio 09 da 5ª temporada. A ideia de walkers gêmeos te assusta?

Chad L. Coleman: Foi pesado e incrivelmente triste. Foi uma daquelas experiências fora do corpo. Sonequa Martin-Green se aproximou de mim e me deu um abraço logo antes de filmar e isso causou arrepios pelo meu corpo e foi perfeito para a cena. Os walkers gêmeos foram muito apropriados. A cena realmente foi perfeita em relação a maneira como Tyreese precisava sair. Mesmo que você não possa parar o seu próprio coração, você sabe quando já teve o suficiente. Eu achei que foi uma homenagem incrível para ele. Se você não conhece Tyreese, você o conheceria até o final do episódio.


P: Como é que Sonequa lidou com a morte de seu personagem? Ela ficou tão chocada quanto Sasha?

Chad L. Coleman: Com certeza. Todo mundo ficou. Isso foi realmente difícil para várias pessoas.

P: Tyreese é confrontado com tantos rostos que fizeram parte de sua vida depois que ele foi mordido. Aquelas cenas foram emocionais de se filmar?

Chad L. Coleman: Incrivelmente emotivas. Andrew Lincoln estava assistindo a cena e me disse que eu coloquei tudo na cena. Eu estava virado do avesso, exausto, coberto de sangue e dei tudo que eu tinha – e Tyreese também. Aquele mundo era demais para ele.

P: No ano passado, você mencionou a morte de Karen como sendo algo muito crucial em sua história. Como você acha que isso completo o arco do seu personagem?

Chad L. Coleman: Sua morte despertou um gigante adormecido. Acordou a raiva nele, e ele passou por esta jornada em que descobriu que a raiva não era quem ele é. É incrivelmente prejudicial e do outro lado de toda a raiva estava o amor e a compaixão que são verdadeiramente necessários para viver. Eu acho que, no final, o amor e a sensibilidade o abateram. Ou talvez ele quisesse voltar para ela.

P: Com Seth Gilliam se juntando ao elenco nesta temporada, você teve um reencontro The Wire com ele e Lawrence Gilliard, Jr.?

Chad L. Coleman: Sim! Nos reunimos na floresta e apenas disse: “Uau! Quem imaginaria isso? Estamos aqui juntos.”


P: Tyreese realmente cuidou de Judith na última temporada. Você é naturalmente bom em lidar com bebês?

Chad L. Coleman: Claro. Eu tenho um de 15 anos e um de 14 meses de idade. Eu acho que há um lado criança em mim que eu não quero nunca perder. Bebês colocam para fora o lado caloroso e entusiasmado que há em mim.

P: Tyreese usa um colar yin yang. Você tem alguma joia especial ou acessório que você carregaria com você durante um apocalipse? O que iria simbolizar?

Chad L. Coleman: Também seria o yin yang. É tudo uma questão de equilíbrio e ele precisa ter sensibilidade e força.

P: Seu personagem foi testado desde o primeiro dia em que o conhecemos. Você compartilha do seu senso de perseverança na vida real? O que te mantém seguindo em frente quando as coisas ficam difíceis?

Chad L. Coleman: Introspecção, gerenciando as minhas emoções, certificando-me de acordar com a perspectiva correta, verificando meus pensamentos e sendo meu melhor eu – todas essas coisas que todos nós não gostamos de falar sobre. Bem, talvez a Oprah fale sobre isso. [Risos]

P: Qual foi o seu momento Tyreese favorito?

Chad L. Coleman: Até agora, a cena da confissão entre Melissa McBride e eu [no episódio 14 da 4ª temporada]. Acho que foi um momento incrível, mas tenho a sensação de que o episódio 09 da 5ª temporada superará. [Risos]

Nenhum comentário:

Postar um comentário