sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Robert Kirkman revela: “Existe uma razão para termos voltado às primeiras locações de The Walking Dead”


ATENÇÃO!! ESTE CONTEÚDO CONTÉM SPOILERS DO EPISÓDIO S05E06 – “CONSUMED“!

The Walking Dead nos atualizou sobre o passado de Carol no último domingo, voltando para a cena em que ela se separou de Rick e foi banida do grupo por ter matado Karen e David em uma tentativa de proteger o grupo de uma gripe mortal na quarta temporada. A angustiante jornada de Carol (Melissa McBride) até os dias presentes também incluiu vários locais familiares e acenos para a primeira temporada do drama zumbi de Robert Kirkman.

Os espectadores mais atentos reconheceram o eixo central de Atlanta que apareceu na primeira temporada, quando Rick (Andrew Lincoln) percorre as ruas abandonadas a cavalo. Apenas agora a audiência pôde ver o quanto a civilização decaiu desde que o xerife pegou a estrada em busca de sua família. Outras locações que apareceram no domingo incluíram o tanque em que Rick se escondeu de um ataque massivo de zumbis, a cobertura onde Merle foi algemado e deixado para morrer, a autoestrada do pôster da primeira temporada, assim como a ponte pela qual Rick passou. (Outras menções incluíram o casamento abusivo de Carol com Ed e seu retorno para o abrigo no qual ela e sua falecida filha Sophia uma vez buscaram refúgio.)

“Existem muitas razões pelas quais nós decidimos voltar para Atlanta, e eu não posso falar de muitas delas, mas elas se tornarão claras à medida que a temporada avança”, disse Kirkman. “Era um bom momento para voltar e reafirmar nosso lugar em um mundo reconhecível e explorar um pouco mais como a civilização decaiu. À medida que a temporada avança, você verá por que voltamos neste momento e por que passamos o tempo que passamos lá.”

A grande locação metropolitana também ofereceu uma folga das frequentes locações rurais do show e tirou a produção das florestas e pequenas lojas de departamentos que se tornaram a base do drama zumbi.


“Foi ótimo ter uma visão de uma cidade reconhecível e como as coisas estão agora”, disse Kirkman. “Eu também adoro esse episódio porque de muitas maneiras ele remete a ‘Day of the Dead’ e outros filmes clássicos de zumbis que realmente retratam muito bem cidades desoladas – incluindo a nossa primeira temporada. Foi ótimo, um episódio do tipo filme clássico de zumbi, que eu achei realmente incrível.”

Enquanto isso, faltam apenas dois episódios de The Walking Dead antes que a quinta temporada pause para os feriados enquanto a série se prepara para um novo confronto entre humanos e zumbis. Com Carol sendo atropelada por um carro e levada para o Grady Memorial, Daryl (Norman Reedus) encontra um amigo no breve inimigo Noah (Tyler James Williams). Noah, o rapaz que Beth (Emily Kinney) ajudou a escapar do hospital, provavelmente está com Daryl quando ele retorna para Rick e o grupo da igreja com informações internas sobre Dawn (Christine Woods) e o funcionamento interno do Grady Memorial. Em outro lugar, o grupo de Abraham – incluindo a irmã mais velha de Beth, Maggie (Lauren Cohan) – talvez esteja voltando também para a igreja, dando força renovada para o grupo de Rick e números para tomar Dawn e companhia.

“Esse confronto certamente será substancialmente diferente do confronto com o Governador (David Morrissey) ou Gareth (Andrew J. West)”, diz Kirkman. “Nós continuamos a evoluir esses conflitos entre humanos de formas bem interessantes, e esta não é uma exceção. Vamos ter alguns eventos bem inesperados no midseason finale, e é assim que deve ser. Em uma escala de um a dez, eu diria que [o midseason finale] será bem mortal.”

O que você acha que vai acontecer no último episódio da quinta temporada desse ano? Quem vive? Quem morre? Deixe todas as suas teorias nos comentários abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário