quinta-feira, 27 de novembro de 2014

REVIEW S05E07 – Crossed: Histórias cruzadas


Mid-season finale logo adiante, as cartas estão postas na mesa. Ao contrário dos últimos episódios desta temporada, Crossed não focou em apenas um grupo, ao contrário, vemos o que cada um dos personagens estão fazendo neste exato momento.

Como era de se esperar, o episódio não concluiu o arco iniciado com o sequestro de Beth, mas sim preparou o terreno para Coda, que vai ao ar no domingo que vem. De fato, Crossed serviu muito mais como uma pequena pausa em toda a escalada de tensão criada na semana passada.

Da mesma forma, esta foi a função desempenhada pelo grupo que estava rumando para Washington. Parados no mesmo lugar em que o vimos da última vez, eles continuaram lá tentando se recuperar do baque gerado pela confissão de Eugene. E foi ele mesmo, que por estar inconsciente, os manteve no mesmo lugar, física e psicologicamente falando.

É com o grupo de Rick que fica toda a ação deste episódio, enquanto se preparam para resgatar Carol e Beth do hospital. Provando que realmente está cansado de conversar, ele prefere uma abordagem mais violenta, diminuindo as chances de derrota, eliminando o maior número possível de policiais antes de atacar o hospital.

Por mais que Daryl e Tyreese tivessem boas intenções, parece que eles realmente deveriam ter feito como Rick propôs, já que Sasha foi rendida ao final do episódio, diminuindo ainda mais as chances de um ataque 100% bem-sucedido e aumentando a tensão para o próximo episódio. Será que todo o grupo sairá ileso, considerando que agora eles vão ter que lidar com duas frentes de ataque? Esta foi a grande questão gerada neste episódio.

Neste momento, existem cerca de quatro histórias acontecendo paralelamente. Tais núcleos, se entrelaçam em maior ou menor grau e contém seus próprios pontos de clímax prestes a explodir na mid-season finale. Beth tem que manter Carol viva. Rick tem que resgatá-las do hospital. Michonne e Carl vão ter que eventualmente lidar com o sumiço de Padre Gabriel. Abraham precisa descobrir o que fazer. O problema é que, juntas, estas questões não chegam a causar tanta comoção quanto um grande fato como, por exemplo, a chegada do Governador à prisão.

Parte da falta de “força” do episódio, pode ser por causa do êxito do seu antecessor. Consumed foi tão bem-sucedido em gerar tensão, que ao compararmos com Crossed tendemos a ficar pouco empolgados. É esperar para ver se mais expectativa será gerada e como ela será resolvida na próxima semana.


Observações:

– Não há limites para a criatividade na hora de se mostrar o quanto walkers podem ser nojentos, principalmente se eles foram queimados com napalm.

– No momento em que eu vi Sasha conversando com “Bob” eu soube que ia acontecer alguma coisa ruim. Nunca, nunca mesmo, dê as costas para uma pessoa que você está mantendo prisioneira. Aliás, parece até que é um mal de família!

– Será culpa aquilo que faz Padre Gabriel preferir se aventurar sozinho fora da igreja? Ou será que ele não confia no grupo de Rick?

Se você está louco para ver um pouquinho do que vai acontecer na mid-season finale. E lembre-se que logo abaixo você pode deixar o seu comentário sobre o episódio! Até semana que vem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário