segunda-feira, 6 de outubro de 2014

The Walking Dead 5ª Temporada: Análise antecipada do episódio S05E01 – “No Sanctuary”


ATENÇÃO!! ESTE CONTEÚDO CONTÉM SPOILERS DO EPISÓDIO S05E01 – “NO SANCTUARY“!

HEY WALKERS! Restam menos de 1 semana de espera e, finalmente, o seu programa favorito estará de volta para sua quinta temporada! Nós sabemos que a espera é longa, mas já está quase acabando e nós não poderíamos estar mais entusiasmados com a estreia da temporada.

O SpoilerTV divulgou uma análise antecipada do primeiro episódio da 5ª temporada de The Walking Dead, “No Sanctuary” (Nenhum Santuário), que será exibido no domingo (12 de outubro), na AMC, às 00h (Horário de Brasília) e com exibição aqui no Brasil na terça-feira, dia 14 de outubro, às 22:30 na Fox. Confira:

A última temporada foi uma das melhores de The Walking Dead – se não a melhor (com a primeira temporada, é claro). Foi muito melhor do que a demasiadamente longa 2ª temporada; a 3ª temporada teve seus momentos (graças ao Governador e Michonne), mas também tinha algumas falhas. Gimple, o novo showrunner desde a temporada passada, continuou com sucesso o trabalho de seus antecessores e, lentamente, mas com certeza, colocou o seu próprio toque pessoal na série. O roteiro, o desenvolvimento de personagens e a narrativa melhorou muito na última temporada, não há nenhuma razão para que não continue assim este ano.

Gimple nos mostrou o seu talento e seu estilo particular, especialmente na segunda parte da temporada passada. Focar em dois ou três personagens por episódio foi brilhante, foi exatamente o quê o programa precisava. Gimple deu um novo ritmo para a série e, finalmente, tornou todos os personagens interessantes e relevantes para a história.

A primeira parte da temporada foi muito bem executado também. Principalmente, ele amarrou algumas pontas soltas das temporadas passadas (o Governador, a instabilidade do Rick), mas também apresentou episódios incríveis, especialmente aquele sobre Hershel, que foi um dos melhores episódios de The Walking Dead para mim, e também o finale de inverno, com a morte do Governador.


É claro que o final de temporada do ano passado (“A”) foi ótimo. Rick finalmente se reencontrou com praticamente todo o seu grupo, mas eles foram atacados e colocados em um vagão de trem por essas pessoas estranhas de Terminus. Descobriu-se que Terminus não era um santuário, como prometido, mas uma armadilha mortal. Não foi uma grande surpresa, Terminus meio que tinha que ser um lugar perigoso, caso contrário, a história ficaria chata.

É difícil imaginar como Rick e amigos poderiam fugir dessas pessoas. Mas, como Rick destacou no ano passado, eles mexeram com as pessoas erradas. E mesmo dentro de um vagão de trem, ainda há maneiras de fazer armas. Você vai ver.

Antes de assistir a estreia de The Walking Dead, eu não tinha dúvida de que seria um excelente episódio. E não fiquei desapontado. “No Sanctuary” é uma estreia de temporada extraordinária, de tirar o fôlego e explosiva.

É um tipo muito diferente de estreia, algo que nunca vi em The Walking Dead antes. “No Sanctuary” é muito violento e sombrio, mas também haverá momentos doces, calmos e informativos. O que mais me surpreendeu foi o ritmo, muitas pessoas (incluindo eu) geralmente se queixam que The Walking Dead é lento às vezes. Honestamente, ninguém vai expressar tal sentimento depois de “No Sanctuary”. Terminus é muito louco. Então, aqui está uma lista do que você pode esperar da estreia da temporada:


"- Uma nova sequência de abertura! A música é a mesma, mas há muitas novas imagens adicionadas. É sempre assustador. Mas, são os dois segundos antes da abertura que importam mais. O que vai acontecer é tão emocionante.
– A primeira e última cenas do episódio não vão acontecer na mesma linha de tempo que o resto do episódio.
– No ano passado, após o último episódio, a grande questão foi: eles são canibais loucos? Bem, não vamos ter uma resposta perfeita e clara para isso, mas estará muito implícito.
– Reencontros! Reencontros doces, comoventes e de partir o coração. “No Sanctuary” vai encontrar uma maneira de atingir o lado emocional dos sobreviventes. Devo admitir, eu derramei uma lágrima durante uma cena muito comovente.
– Mortes e sangue! E de ambos os lados (humanos e zumbis). Haverá também algumas mortes espetaculares e zumbis horríveis. (Eu ainda posso ver o zumbi em chamas quando fecho meus olhos).
– Uma cena será um eco agradável da primeira temporada. Um personagem, que não estava lá quando aconteceu pela primeira vez, terá a mesma decisão que alguém tomou antes. Mas, desta vez, vai ser muito, muito melhor.
– Nós vamos ver mais da sala de velas e vai fazer mais sentido. Em geral, vamos aprender mais sobre as pessoas de Terminus e seus hábitos perversos. Há uma razão pela qual eles estão agindo assim, e não é um motivo ruim, no final das contas.
– Você sente falta da Beth? Porque eu realmente, realmente sinto. Fico me perguntando onde diabos ela está…
– Eugene é autêntico? Desde que foi dito que Eugene conhece a cura para os walkers, houve dúvida se ele está dizendo a verdade ou não. Bem, um dos sobreviventes questionará Eugene diretamente para descobrir quem ele é e o que é a sua cura.
– Mary! Lembra-se da mulher por trás da grelha? Vamos ver mais dela. Eu não sei o porquê, mas uma vez que ela apareceu, fiquei muito interessado em seu personagem.
– Tyreese e Carol encontrarão alguém que irá informá-los sobre seus amigos em Terminus. Mas, eles vão se perguntar o que fazer com a bebê Judith. Ela não pode matar walkers ainda… E seus gritos são como um ímã para walkers”.



“No Sanctuary” é uma excelente estreia de temporada. O episódio dá a sensação de que é um season finale porque vai continuar exatamente de onde a história terminou no ano passado. E tudo o que acontece em Terminus é tão louco e incrível. Gimple realmente definiu um novo caminho para The Walking Dead, onde os personagens e a ação zumbi estão perfeitamente equilibrados.

E, finalmente, o jogo das falas. Adivinhe qual personagem falou essas frases:

1 – “Eu não… não… eu não vou.”
2 – “O que é a cura, Eugene?”
3 – “Nós vamos levá-la de volta”
4 – “Deixe ele se ‘transformar’.”
5 – “Ainda é o que somos, tem que ser.”
6 – “Sinais. Eles eram reais. Era um santuário.”
7 – “Isso é o que eu vou usar para te matar.”
8 – “Mais.”

O que você achou da análise? Quais suas expectativas para o primeiro episódio da quinta temporada de The Walking Dead? Deixe tudo nos comentários abaixo!

The Walking Dead irá retornar com a quinta temporada no dia 12 de outubro de 2014 na AMC e no dia 14 de outubro de 2014 FOX Brasil. Veja o trailer legendado da quinta temporada aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário