sexta-feira, 24 de outubro de 2014

REVIEW S05E02 – Strangers: Velhos conhecidos


O fogo em Terminus ainda não apagou, mas é hora de recolher os cacos e de fato começar de novo, agora que o grupo está reunido e, ao que parece, reconciliado. A tensão gerada pelos acontecimentos na prisão, durante a última temporada, parecem ter arrefecido e a medida que o grupo parte para a estrada novamente, eles estão dispostos a aceitar tanto os velhos conhecidos, quanto os novos.

Em busca de um novo abrigo, Rick tem a chance de conversar com Carol, Tara e Eugene e é aí que percebemos uma nova dinâmica surgindo. Antigos parceiros se conhecem novamente e novos personagens trazem um novo propósito para o grupo.

Até agora as temporadas em The Walking Dead envolvem uma certa sequência de acontecimentos, que pode até variar um pouco mas se resume basicamente em: vagar em busca de um lugar seguro, encontrar um abrigo, lidar com ameaças, ser jogado na estrada por causa dessas ameaças, vagar novamente em busca de um lugar seguro.

A entrada de Eugene e seus companheiros traz um novo propósito para o grupo de Rick, um motivo real para continuar lutando e sobrevivendo todos os dias. Mas é claro que Washington é longe e os perigos estão acampados do lado de fora, esperando apenas um deslize para caçar os sobreviventes, um a um.

De fato, talvez os perigos estejam até mesmo do lado de dentro, pois Gareth e os caçadores já mostraram para o que vieram, mas Padre Gabriel ainda é uma incógnita. Seria ele uma ameaça real ou apenas alguém perturbado pelo longo período de solidão?


“Você não está seguro. Nunca baixe sua guarda…” Por que quando você menos espera, os psicopatas que antes queriam te executar num matadouro, agora voltam para te caçar à noite e assar parte de seu corpo decepado no meio da mata.

Observações:

– Perdas são corriqueiras em The Walking Dead, mas ainda não pudemos perceber de fato como Maggie está reagindo ao sumiço de Beth. Vale lembrar, que a irmã é a única parente que sobreviveu (?), mas na estrada, em alguns momentos, Maggie parecia se importar apenas com o paradeiro de Glenn. Vamos ver como isso se desenvolve.

– E finalmente temos uma pista do paradeiro de Beth, ou ao menos do carro em que seus raptores partiram. Ao menos sabemos que ela não fez parte do menu em Terminus.

– No final do episódio, enquanto Bob acordava nós vemos rapidamente o camarada que ameaçou ferir Judith dentro da cabana, em “No Sanctuary”. Terá sido um delírio de Bob ou Tyreese deixou o habitante de Terminus sair vivo?

– A forma como Bob se deu conta do que havia acontecido foi brutal, mas conseguiu ter um ar muito mais sombrio graças ao cinismo e humor negro de Gareth . Haja estômago!

– Será que já no segundo episódio eles conseguiram chegar ao posto da cena mais nojenta da temporada com aqueles walkers aquáticos?

– A esta altura, mesmo que você não tenha lido os quadrinhos ou visto algum spoiler, já deve estar ciente de que ninguém é santo em The Walking Dead. Então, Rick pode confiar em Padre Gabriel? O que será que ele esconde? Deixe sua opinião nos comentários e não deixe de checar tudo o que vem por aí em Four Walls and a Roof, o próximo episódio. Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário