quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Produtores de Revelations 2 e Remake HD falam de lições aprendidas com Resident Evil 6


Em mais uma matéria do especial de Resident Evil: Revelations 2, o site da revista Game Informer divulgou uma nova entrevista com o produtor do game, Michiteru Okabe, e com Yoshiaki Hirabayashi, produtor da versão remasterizada de Resident Evil Remake.

Os dois falaram principalmente do survival horror no mercado e na própria franquia Resident Evil. Okabe acredita que é bom que títulos de terror estejam voltando ao mercado “nos estimula e nos faz pensar em novas formas de superar isso [outros títulos] (…) temos que conhecer esses novos jogos, experimentar, analisar, e tentar produzir algo ainda melhor e fazer de Resident Evil a principal franquia de horror do mercado”.

O produtor de Revelations 2 falou ainda das estratégias da Capcom para o lançamento anual de títulos. O plano inclui lançar jogos spin-off continuamente para manter a presença da franquia viva entre os jogadores, já que o desenvolvimento de títulos numerados é longo, de dois a três anos. O lançamento de spin-offs, como os “Revelations”, também ajudaria a “anualizar” a franquia.

Os dois produtores também falaram das reações a Resident Evil 6, que foram bastante divididas. Okabe declarou que a Capcom aprendeu lições com o título: “Ficou claro que as pessoas querem que o cerne de Resident Evil seja o survival horror. Qualquer característica adicional é bem vinda, mas o foco do gameplay tem que estar no survival horror. Resident Evil não precisa se comparar ou tentar ser outras franquias grandes, mas sim ser ela mesma: temos que focar no que faz Resident Evil ser Resident Evil.”

Okabe acredita que ainda difícil definir como um jogo numerado pós Revelations ou Resident Evil 6 poderá ser. O produtor pensa que os rumos a serem seguidos não devem seguir somente a receita básica de inimigos fortes, exploração e recursos escassos: “Precisamos analisar isso seriamente e encontrar o que faz Resident Evil ser Resident Evil. Para o produtor, também é importante incorporar novas tecnologias e a capacidade dos novos consoles para produzir “algo novo e especial”. Okabe enxerga esse processo como um grande desafio, mas que precisa ser feito.

Hirabayashi parece divergir um pouco de Okabe nesse aspecto: “eu sempre ouço que os novos títulos estão mais direcionados para a ação, mas eu gostaria que as pessoas soubessem que o nosso objetivo sempre foi manter o gênero como survival horror. Acho que olhamos para o conceito do survival horror de uma forma diferente dependendo do jogo, e talvez esse seja o centro do problema. Provavelmente, nós mesmos ainda não conseguimos definir o que o survival horror realmente é. Temos que encontrar essa definição, mostrar aos jogadores e encontrar o conceito que as pessoas vão aceitar”.

Sobre o futuro da cronologia, Okabe disse que ainda não sabe exatamente como o próximo jogo numerado irá conduzir a história. Ele aposta em algo novo, mas com links com o passado. O produtor acrescenta que Revelations 2 usa nova versão da MT Framework, mas que um novo título numerado pode até mesmo usar uma engine própria.

Via: REVIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário