domingo, 27 de julho de 2014

The Walking Dead será mais fiel à HQ na quinta temporada


Os produtores de The Walking Dead começaram o painel da quinta temporada da série na San Diego Comic-Con 2014 fazendo piada com canibalismo. O produtor Scott Gimple apresenta um clipe-paródia como se o vagão de reféns no Terminus fosse o cenário de uma sitcom, com Rick e Glenn já idosos jogando cartas - e comendo bacon feito de Carl.

"Vamos saber a história de Terminus, vamos descobrir como isso aconteceu. Essa quinta temporada vai definir esses personagens. Quem sobreviveu até agora fez coisas extraordinárias e inacreditáveis", diz Gimple.

"No começo da temporada vamos voltar ao trilho em relação a eventos saídos dos quadrinhos. Acho que é uma temporada bastante fiel à HQ, embora o Terminus tenha sido um desvio grande [em relação ao material original]", emenda o criador da série, Robert Kirkman.

"O Rick com essa 'pegada kung fu' visto no fim da quarta temporada é o Rick que conhecemos na HQ há um bom tempo, ele só apareceu mais cedo na série de TV. Todos os personagens têm passado por muita coisa e agora são capazes de muita coisa para sobreviver", continua o quadrinista. Um vídeo engraçado é exibido, mostrando a preparação do ator Andrew Lincoln segundos antes de rodar cenas tensas, em que ele grita e chacoalha objetos. Depois Lincoln diz que fica escutando músicas no repeat para se preparar para cenas-chave, como mortes de personagens próximos.

"Há todo um mundo novo que vai ser apresentado, mas vamos retornar a cenários conhecidos", diz Greg Nicotero sobre eventuais flashbacks no ano cinco. Em relação ao que já passou, Melissa McBride fala da transformação de Carol na quarta temporada. "No fundo ela sente que [os atos que ela comete] se justificam, porque são ações que nascem de um sentido de proteção e cuidado", diz. "Esse mundo é todo torto, mas essa é a forma que a esperança tomou agora", emenda Chad Coleman, que vive Tyreese. Melissa diz que Carol não acreditava que Tyreese pudesse perdoá-la pela que ela fez.


O primeiro trailer é apresentado e mostra o abatedouro do Terminus, com o elenco amordaçado e pronto para passar à mesa do açougueiro. Corta para uma trégua, formada em nome da esperança de encontrar uma cura em Washington, e com Rick ainda desconfiado de seus novos aliados e dizendo sempre que o que importa para ele é "proteger minha gente". Perguntado por um fã sobre personagens de que sente falta, Andrew Lincoln diz que sente falta de sua esposa Lori mas também de Hershel. "Eu comentei isso com um produtor, disse que sentia falta de Hershel, e ele respondeu: 'Essa é a ideia'."

O vídeo é entrecortado por muita cena de ação, envolvendo capotagens de ônibus, uma igreja conhecida das HQs, um zumbi meio Abe Sapien que parece ter ficado meses dentro da água, uma explosão que joga diversos corpos de desmortos para o alto, e termina com uma cena curiosa em que Beth é vista viva, levando um sermão de uma policial com quem ela parece morar agora. Os produtores dizem que a temporada começa já com tensão, por conta do gancho dramático deixado no fim do ano quatro, e o trailer sugere isso mesmo.


The Walking Dead volta a ser exibida nos EUA em 12 de outubro, no AMC. O canal pago Fox traz a série dois dias depois ao Brasil, em 14 de outubro. Os episódios serão exibidos dublados, mas com opção de áudio original - se disponibilizado pela operadora.

Via: Omelete

Nenhum comentário:

Postar um comentário