segunda-feira, 30 de junho de 2014

The Walking Dead: The Game – Alguns aspectos da Clementine


Todos nós temos nossos personagens preferidos, pode ser em uma série de TV, no cinema, nas histórias em quadrinhos ou até mesmo no mundo dos games. Acompanhamos suas lutas, dificuldades, vitórias e derrotas, e ao final da jornada parece que aquele personagem fictício faz parte de nossas vidas.

Como é bom poder participar dessa experiência artística. Jogo vídeo game desde sempre e tive a oportunidade de conhecer grandes games ao longo dos anos, mas não lembro de um jogo especifico que tenha me apresentado tal experiência como The Walking Dead: The Game proporcionou.


Clementine com sua família

Dito isso, depois de 8 episódios do game da Telltale, adicionei a minha lista de personagens favoritos uma das melhores criações conceituais dos últimos tempos, Clementine. Dito isso, percebi que conhecia pouco da história da Clem e resolvi pesquisar um pouco e aqui estão algumas informações e aspectos conceituais sobre Clementine.

Clementine é uma menina afro-americana de cabelos pretos, 11 anos de idade no episódio A House Divided, mas que no início da Season One do game, mais precisamente no capítulo um, A New Day, tinha apenas 8 anos. Sua voz é interpretada pela atriz Melissa Hutchison, que também empresta sua capacidade vocal para a personagem Ashe, de League of Legends.

Clem morava com seus pais, Ed e Diana, em uma área residencial suburbana nas proximidades da Interstate 85, rota primária usada por Rick Grimes para chegar na cidade de Atlanta, Georgia, na série de TV da AMC.

Também é a estrada usada pelo policial que estava transportando Lee para a prisão no primeiro episódio da Season One.

A área onde Clem morava era perto de uma floresta, o que dava a impressão de um ambiente natural e mais tranquilo, apesar dos barulhos de fundo causados pela Interstate 85.

Clem é uma garota de inteligência e maturidade notável, quando frequentava o ensino fundamental, ou primeiro grau, classificava como fácil. De acordo com o líder criativo da produção do game, Sean Vanaman, a concepção do jogo foi criada para Clementine, todo o clímax da primeira temporada do game serviria para introduzi-la de forma consistente na trama.

A equipe de produção do jogo não queria apenas colocar um personagem com um background complicado na história, pois isso seria muito similar a alguns personagens da HQ de Robert Kirkman, então a concepção de Clementine foi uma espécie de compasso moral para os personagens do game e para o próprio jogador.

Outros cenários foram pensados para ser o background de Clem, como por exemplo ser a irmã mais nova do personagem jogável, mas a equipe entendeu que isso não daria certo, então introduziram Lee como uma figura paterna, também por isso Clem é afro-americana, originalmente ela teria o tom de pele bem claro, mas isso não causaria uma semelhança física entre os personagens, logo, Lee e Clem dificilmente poderiam ser parentes, fato que é propositalmente explorado no jogo.


Garry Whitta, responsável pelo desenvolvimento da narrativa do game descreve o relacionamento entre Lee e Clementine como emocionalmente autêntico. Para construir esse relacionamento, Clem foi introduzida o mais cedo possível no primeiro episódio.

O design de Clem foi baseado na própria filha do diretor de arte, Derek Sakai. Itens como o boné de baseball que Clem usa serve para manter uma ligação com seus pais, e a transição na maneira de se vestir, inicialmente com uma roupa branca e limpa, posteriormente roupas sujas servem para refletir a “perda da inocência”, segundo Sakai.


O que vocês acham da Clementine como personagem? E o que esperam do próximo episódio do game? Deixem seus comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário