sexta-feira, 2 de maio de 2014

The Walking Dead - 4ª Temporada: Top 5 das melhores performances


A quarta temporada de The Walking Dead terminou em 30 de março, mas as boas memórias ainda vivem. Aconteceram alguns grandes momentos de personagens nessa temporada – Rick Grimes (Andrew Lincoln) enfrentando sua própria brutalidade, Carl Grimes (Chandler Riggs) domesticando seu monstro interior, Lizzie (Brighton Sharbino) partindo nossos corações com sua mente “bagunçada”, Tyreese (Chad Coleman) de luto e furioso por Karen, Lilly (Audrey Marie Anderson) indo de romântica esperançosa a dama vingativa furiosa, e muito mais.

Enquanto esperamos a quinta temporada aparecer e providenciar mais grandes momentos, aqui estão nossas escolhas das cinco melhores performances da temporada.

5. Norman Reedus (Daryl Dixon), Episódio 12 – “Still”


Daryl balançou um pêndulo poderoso nessa temporada, mas seus melhores momentos vieram na cabana sob o luar em “Still”. Daryl apenas queria dar a Beth Greene (Emily Kinney) um primeiro porre decente, mas estar naquele lugar o fez lembrar do seu passado sombrio e sua vida desperdiçada antes da epidemia. Ele falou poucas e boas para Beth, e ela fez o mesmo a ele, com ambos acertando na ferida do outro. Daryl terminou sua fúria com uma crua admissão de culpa. Talvez se ele não parasse de procurar pelo Governador, ele poderia ter feito algo. Ele poderia ter parado a batalha e salvado vidas. Ele soluçou com angústia e Beth o abraçou, um retorno a quando ela o abraçou no primeiro episódio, após ela sofrer uma perda.

4. Danai Gurira (Michonne), Episódio 2 – “Infected”


Você sabe, foi só uma cena – mas essa foi tão poderosa e nos disse tanto sobre um personagem que era um grande mistério nesse ponto. Michonne estava fazendo flexões na cela da prisão enquanto Beth fazia o que ela costumava fazer – cantar para o bebê. Beth precisou de ajuda com Judith e pediu Michonne para segurá-la; inicialmente, Michonne disse que não. Ela até cedeu, e ao invés de ter Michonne apenas incomodada com crianças, nós a vimos quebrar. Ela chorava enquanto segurava Judith, surpreendendo a audiência (e Beth, no fundo) com a sua emoção e toda a história que isso nos contou, enquanto ainda escondendo os detalhes. Apenas uma bonita, aparentemente simples, performance que nos mostrou muita coisa mais tarde na temporada.

3. David Morrisey (O Governador), Episódio 6 – “Live Bait”


Nós vimos um lado completamente diferente do Governador no primeiro dos seus dois episódios independentes, e o lado chamado “Brian” não era um cara mau. Ele estava afastado no início, e não queria nada com Lilly, Tara (Alanna Masterson) e a pequena Meghan (Meyrick Murphy). Mas Meghan o conquistou, como Penny 2.0. Esse episódio tem uma ligação comovente entre Brian e Meghan, quando ela pergunta o que aconteceu com seu olho. Primeiro, ela promete de dedinhos que ela não falaria a ninguém. Ele então a diz, “eu sou um pirata”. Ela responde, “De forma alguma!” e ele riu. Essa risada foi provavelmente a sua primeira de um longo tempo, e isso soou muito renovador e genuíno. O seu lado bom surgiu com Meghan, da forma que muitos personagens de TWD trazem o melhor de si (Carl e Michonne, Daryl e Beth, etc.). Por um minuto ali, nós simpatizamos com Brian como um pai de luto que só queria rir e brincar com sua garotinha novamente. Por que ele não permaneceu assim?!

2. Scott Wilson (Hershel Greene), Episódio 5 – “Internment”


Hershel teve um grande discurso no terceiro episódio – aquele sobre arriscar sua vida – mas ele tomou conta do quinto episódio. Ele foi o salvador da enfermaria, dando a pessoas trabalhos a fazer, lutando contra walkers, fazendo piadas sobre a terça do spaghetti, e arriscando sua própria vida para salvar outros. Cada cena desse episódio mostra nitidamente porque nós sentimos falta de Hershel, e sempre sentiremos. Ele era durão pra caral-- deu pra entender.

1. Melissa McBride (Carol Peletier), Episódio 14 – “The Grove”


A mulher. O mito. A lenda. Melissa roubou a cena de vez nesse episódio. Todo mundo esteve ótimo em “The Grove” – especialmente Brighton Sharbino num papel muito complexo – mas Melissa dominou o mais poderoso episódio dessa temporada. Carol teve uma transição imensa nessa temporada, e alguma das coisas que Melissa foi pedida a fazer como uma atriz confunde a mente. Como você atira numa pequena garota e consegue com que a audiência simpatize com você? Como você confessa que você matou o amor da vida de seu amigo e deixa pessoas aliviadas por você ser perdoada? Melissa nos fez sentir dezenas de emoções diferentes sobre Carol momento após momento, e ela nos deixou ansioso para mais. Ela ganha a medalha de ouro.

Você concorda com essas performances ou você teria feito um top 5 diferente? Deixe seus pensamentos nos comentários abaixo.

The Walking Dead irá retornar com a quinta temporada em outubro de 2014 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego, em julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário