quinta-feira, 3 de abril de 2014

Sete coisas que você talvez não tenha notado no último episódio da 4ª temporada de The Walking Dead


ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do último episódio da 4ª temporada, “A”. Leia por sua conta e risco.

O último episódio de The Walking Dead foi repleto de conteúdo.

Mesmo que não tenham respondido muitas das questões pendentes que os fãs realmente queriam uma resposta, muita coisa aconteceu, e com tanta ação que você deve ter chegado ao fim do episódio sem perceber tudo que eles estavam fazendo, ou percebendo que eles não perceberam uma de suas maiores preocupações.

Há algumas grandes imagens aqui e algumas outras nem tanto – há também coisas que obviamente eram easter eggs e algumas que pareciam, mas podemos estar apenas pensando demais. Confira:

O vagão foi revelado momentos antes de acontecer


Durante a versão dos sobreviventes dos obstáculos de The Walking Dead Escape, o grupo passou por dois vagões, pelo menos um estava cheio de pessoas chorando pedindo ajuda ao grupo de Rick. Rick disse a Daryl para continuar, provavelmente porque ele pensou que poderiam sair e alcançar suas armas, e fazer algum tipo de plano para voltar pelos amigos e/ou vingança.

Parece óbvio, porque um pedaço do diálogo de Rick e Daryl cobriram isso, mas é bom apontar que vários leitores apontaram isso para nós e outros não viram/ouviram/acreditaram. Houve bastante comoção.

A armadilha foi um presságio


Durante a semana, quando os fãs viram a cena de Carl e Rick falando sobre armadilhas para animais, uma resposta comum foi que a armadilha em questão era Terminus, os galhos e outros obstáculos em volta do caminho eram a floresta e os walkers, etc.

Isso pode ser verdade (essa é uma série que tem sido conhecida por mergulhar em várias metáforas e presságios esse ano), mas eles também tiveram um muito específico significado no episódio: a trilha “A”, portas e vagões que deram o título do episódio foram parte de uma larga e elaborada cilada.

Não os dê nomes ou se apegará


Como notado por um usuário no Reddit, há um paralelo entre o início – com Carl nomeando os porcos – e o fim da temporada – com Gareth nomeando os sobreviventes (Líder, Arqueiro, Samurai e Criança): Você não dá nomes em coisas que planeja matar mais tarde.

O exemplo usado no Reddit é que Rick não quer que Carl dê nomes aos porcos, para que não se apeguem muito e fiquem incapazes de cozinhá-los mais tarde (o que é particularmente gritante pois a maioria dos fãs suspeitam que Gareth e companhia são canibais).

Pode parecer uma coincidência, até você considerar que a segunda metade da temporada toda foi cheia de explícitas e implícitas chamadas e referências a ambos season e mid season premiere.

Rick parece suspeitar de Tara


Nós especulamos semana passada que talvez venha a ser um problema para Glenn ele mentir para Maggie no episódio “Us” dizendo que encontrou Tara no caminho para Terminus. Se irá ou não, parece que a verdade sobre Tara vai surgir cedo ou tarde.

Rick certamente hesitou quando ela surgiu junto do resto do grupo naquele vagão – e enquanto isso poderia ser apenas “aqui está um bando de pessoas novas,” meu primeiro instinto (e o da maioria dos fãs) foi de que ele deve ter a reconhecido.

Se você lembra, no midseason finale “Too Far Gone,” Rick destacou Tara como alguém que parecia inquieta, perguntando se ela realmente queria uma guerra com os prisoneiros.

É claro, nós podemos estar fazendo muitas suposições. Você faz coisas terríveis para sobreviver nesse mundo, e Rick sabe disso, então se ela não matou Hershel e agora ela é amiga de seus amigos, não é impossível que suas ações passadas sequer apareçam.

Gareth é realmente defensor da Segunda Emenda (que permite os cidadãos americanos portarem armas)


Não pareceu um pouco estranho quando Rick e seu grupo estavam em Terminus, e Gareth pediu para que eles deixassem a arma no chão para que os revistassem, e então os devolveu as armas antes do tour começar? Isso não é tecnicamente um ponto, mas temos uma teoria para o porquê de valer a pena mencionar.

Eu acho que naquele ponto eles ainda estão tentando ganhar a confiança de Rick e fazem isso na maneira fácil e sem desperdiçar balas. E vai na tese de “Nós não somos maus, mas não somos estúpidos” para eles quererem saber que armas você têm a fim de saber quem eles estão contra, mesmo que eles não realmente as tome. Também, se as coisas acontecem de outra maneira e eles tiverem que correr pelos obstáculos até aquele vagão à mão armada, significa que no meio daquela grande cena de ação, Gareth e seu povo não precisam ter que lembrar quem esconde o que nos bolsos.

Sim, eles são definitivamente canibais


Um leitor notou que havia leite em pó dentro do vagão antes de Rick e companhia entrar, sugerindo que os Terminianos estavam alimentando os sobreviventes que eles sequestraram.

Há também uma grande pilha de sangrentos restos esqueléticos acima, e um monte de outras coisas que já falamos sobre.

Ele é meu.


Só eu que quando ouviu isso, sobre o Reivindicador que tentou estuprar Carl, pensei que isso era um eco das reivindicações que o grupo fazia desde a sua introdução? Ele diz a mesma coisa na HQ, então parece que os escritores estavam construindo o conceito de “reivindicar” apenas para aumentar a aposta naquela já insana e pesada cena.

"O que você achou do último episódio da quarta temporada? Quais suas expectativas para o quinto ano da série? Deixe todos os seus pensamentos nos comentários abaixo".

The Walking Dead irá retornar com a quinta temporada em outubro de 2014 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego, em julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário