quinta-feira, 3 de abril de 2014

A cerveja de cérebro inspirada em The Walking Dead


Nada melhor que reunir os amigos para tomar uma cerveja e bater papo sobre seus filmes e séries favoritos, mas e se a cerveja que vocês estiverem bebendo fosse inspirada em The Walking Dead?

Quando voltava de uma partida de boliche com os amigos e ia pra casa assistir The Walking Dead, Justin Low o metre-cervejeiro da cervejaria norte-americana Dock Street pensou nessa possibilidade, e que a princípio seria com cérebro humano recebidos de doações, porém ele confessa que “passaria um pouco dos limites”. Em seguida, cogitou usar órgãos bovinos, algo imediatamente descartado por causa do risco da doença da vaca louca. “A próxima opção eram ovelhas, mas minha noiva ama ovelhas, então passamos para as cabras.”

Cérebros sendo assado no forno

Após enviar algumas amostras para veículos especializados deu início a uma “pandemia” e admiradores do mundo todo passaram a entrar em contato, querendo informações de como adquirir a cerveja. Mas como nem tudo são flores, grupos de defensores de animais, passaram a protestar sobre a suposta crueldade com as cabras. Justin defende-se dizendo que os cérebros foram adquiridos de um produtor local de cabras. O mestre-cervejeiro revelou que foi preciso comprar cabeças inteiras descartadas pelo açougue, portanto, nenhum animal foi abatido apenas para a produção da cerveja. Foram oito, ao todo, com meio cérebro para cada barril.

Low revela que as críticas não o abalaram já que os produtores de The Walking Dead entraram em contato querendo a cerveja e isso pra ele vale mais do que o conhecimento da mídia especializada.


A Walker é do tipo Stouts com 7,8% de teor alcoólico. O trigo, aveia e cevada selecionados deram uma textura cremosa à cerveja, e a Dock Street adicionou cranberries para dar a coloração avermelhada, quase como sangue. O cérebro da cabra é assado e defumado no forno a lenha antes de ser inserido no processo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário