sábado, 22 de fevereiro de 2014

Seis aparições especiais divertidas de zumbis famosos em The Walking Dead


Eu acho que é bastante seguro dizer que The Walking Dead não seria The Walking Dead sem Greg Nicotero, um cara nascido e criado para trazer os zumbis de Robert Kirkman à vida na telinha. Nicotero começou sua carreira como maquiador e artista de efeitos especiais, aperfeiçoando-se em sets de filmes como “Day of the Dead” e “Evil Dead 2″, e não apenas ele está encarregado dos zumbis de The Walking Dead, mas ele também se tornou produtor executivo e até mesmo diretor do show, ocasionalmente.

Nicotero tem toda a liberdade do mundo quando se trata de criar os walkers que colocam Rick e seu grupo perpetuamente em fuga, e ele se divertiu bastante com toda essa liberdade ao longo dos anos. Não é incomum para ele jogar pequenos “Easter Eggs” para os fãs do horror, dando a nós rápidos vislumbres de walkers que, indubitavelmente, parecem familiares àqueles que são grandes fãs do horror, particularmente dos filmes de zumbis que inspiraram caras como Robert Kirkman.

Enquanto não há espaço para participações especiais de astros reconhecíveis em The Walking Dead, se você piscar irá perder alguma dessas participações especiais zumbis, tão divertidas quanto “Onde Está Wally?” para pessoas como a gente. Aqui estão seis deles, que apareceram no show ao longo dos anos!

O primeiro desses Easter Egg zumbis foi incluído na primeira temporada do show, com este zumbi particularmente pavoroso do episódio 4. Sua mandíbula foi arrancada e a língua estava pendurada, e ela se tornou uma da walkers mais memoráveis da história do show; tratava-se de uma homenagem direta ao primeiro filme em que Greg Nicotero trabalhou: “Day of the Dead”, de George Romero. Nicotero era assistente de Tom Savini no filme e foi o “Dr. Tongue” criado por Savini o zumbi que recebeu o tributo com esse horrível trabalho de maquiagem. Dr. Tongue foi notável por ser o primeiro zumbi a aparecer em Day of the Dead.


No quinto episódio da terceira temporada, dirigido por Nicotero, ele lançou uma pequena referencia muito legal a um dos mais icônicos zumbis da história do horror, do original de George Romero, “Dawn of the Dead”. Romero determinou no passado que a versão zumbificada Stephen ‘Flyboy’ Andrews era a versão favorita dentre todos os zumbis que ele já havia levado às telas, e Nicotero incluiu uma pequena homenagem a Flyboy na cena onde Merle é forçado a lutar por sua vida na arena zumbi do Governador.


Um dos momentos mais legais na história de The Walking Dead foi a primeira vez que tivemos um primeiro vislumbre do aquário de cabeças zumbi do Governador, que sentava em uma poltrona e os contemplada, como se eles fossem um episódio de um reality show. Esta cena também aconteceu no quinto episódio da terceira temporada, e Nicotero espertamente inseriu uma réplica exata da cabeça cortada de Ben Gardner, em “Tubarão”, em um dos tanques. A revelação da cabeça de Gardner vindo à tona em um bote afundado foi uma das melhores cenas de horror e uma das cenas mais assustadoras de todos os tempos, e claramente causou um grande impacto em Nicotero.


Nicotero mais uma vez sentou na cadeira do diretor no 15º episódio da terceira temporada, chamado “This Sorrowful Life”. Este episódio realmente foi um episódio doloroso, uma vez que terminou com Daryl sendo forçado a matar seu irmão zumbificado Merle. Logo antes disso, Merle estava em um carro e coloca música a todo volume dentro dele, propositadamente atraindo uma horda de walkers ao redor do veículo, que usou para emboscar o Governador e seus homens. Um dos zumbis que a música atrai é instantaneamente reconhecível aos fãs de “Dawn of the Dead” como o “Zumbi da camisa xadrez” daquele filme, visto no hangar do aeroporto. Não é surpresa que Nicotero cite tanto “Tubarão” como “Dawn of the Dead”, uma vez que foram dois filmes de horror que foram uma grande inspiração para ele.


A midseason finale da quarta temporada de The Walking Dead foi absolutamente recheada de carnificina, incluindo uma mordida zumbi fatal no pescoço da jovem Meghan, a quem o Governador amava como uma espécie de filha adotiva. Apesar do zumbi que deu a mordida naquela cena chocante lembrar um pouco o Tarman, de “Return of the Living Dead”, a cena foi, sem dúvidas, uma homenagem ao filme “Zombie”, de Lucio Fulci, onde vemos um zumbi sujo, sem um olho, saindo do chão da mesma maneira, também para morder um suculento pescoço. Um momento que me fez sorrir enquanto fã dos filmes de Fulci, e, rapidamente, transformar o sorriso em uma expressão de horror.


A participação especial zumbi mais recente no show ocorreu na première da segunda metade da quarta temporada. Se você piscou, provavelmente perdeu, mas durante a cena onde Michonne estava caminhando entre um grupo de zumbis, um desses estava um pouco mais apodrecido do que os demais, com este esqueleto quase que totalmente visível. Este walker diferente foi uma homenagem a “An American Werewolf in London”, e o cadáver totalmente zumbificado de Jack Goodman. Um belo tributo a Rick Baker, responsável pela maquiagem incrível naquele filme.


Você percebeu mais alguma participação especial de zumbis famosos como esses em The Walking Dead? Comente abaixo.

3 comentários:

  1. No 16º episódio o Aaron mata um zumbi com um facão, será que homenagem a dawn of the dead???

    ResponderExcluir
  2. No filme, "dia dos mortos" tem um laboratório com um zumbi todo cortado que é igual a um laboratório que o governador mantinha em Woodbury (terceira temporada).

    ResponderExcluir