segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Conto de zumbi: O Caminho dos Mortos


Capítulo 7: Zumbis e seus segredos

Richard dirigiu até um parque próximo onde tinha uma espécie de casa na árvore, não era o melhor abrigo do mundo, mas pelo menos era bem seguro - "esses zumbis não tem coordenação motora nem pra andar em linha reta, imagina subir uma escada." - disse Eduardo. Os três subiram na casa, ajeitaram suas coisas e, exaustos, dormiram.

O sol já nascera, os pássaros estavam a cantar e havia um cachorro latindo, mas, algo estava estranho, junto dos cantos dos pássaros e dos latidos do cachorro, um barulho irritante estava ao fundo. Sophie foi a primeira a acordar, encantada com aqueles raios solares e quando olhou para fora, uma visão nada agradável a esperava: lá no chão estavam dezenas de zumbis se batendo contra um grande portão, do outro lado do portão um cachorro estava latindo sem parar.

Sophie tomou um susto e se segurou pra não gritar, procurou acordar Richard e Eduardo o mais rápido possível e alertá-los sobre os zumbis. A par da situação Richard começou a pensar em algum plano pra escaparem de lá, enquanto isso Eduardo teve uma ideia: ele resolveu “testar” os zumbis. Começou jogando uma pedra em um dos zumbis, acertando-o na cabeça. O zumbi ignorou. Eduardo então, desceu a escada da casa da árvore e andou nas pontas dos pés, tentando fazer o mínimo de barulho possível, chegou bem próximo a um zumbi e o cutucou, e o zumbi ignorou-o totalmente - "até parece que eles estavam hipnotizados pelos latidos do cachorro" - pensou Eduardo.

Continuando com os testes, Eduardo, pegou uma pedra e acertou um portão do outro lado da rua com toda a sua força, fazendo um barulho muito alto, o que em questão de segundos fez com que todos os zumbis se agrupassem e começassem a se debater para cima do portão. O barulho feito no portão não segurou muito tempo os zumbis que logo voltaram sua atenção ao cachorro.

Após isso, Eduardo falou para Sophie e Richard descerem e irem para o carro. Sophie desceu primeiro, e Richard foi em seguida, um dos degraus daquela frágil escada de madeira estava bem desgastado e, enquanto Richard estava apoiando seu pé nele, o degrau se quebra, fazendo com que Richard caia 2 metros. Richard caiu de mal jeito, torcendo o tornozelo e gritando de dor, o grito chamou a atenção de todos os zumbis próximos.

Eduardo então, chamou Sophie e pediu para que ela ajudasse a levar Richard para o carro enquanto que ele chama a atenção dos zumbis correndo e gritando em outro rumo. Eduardo teve sucesso, a maioria dos zumbis agora corriam atraz dele, porém, alguns ainda estavam indo em direção a Richard e Sophie. Eduardo então não teve outra opção, ele tinha que usar sua arma. As consequências desse ato poderiam deixar eles em uma situação pior do que já se encontravam, porém, Eduardo não tinha mais nada a recorrer, foi então que ele se virou e encarou os zumbis de frente, apontou sua arma para o meio da horda e... atirou, o tiro ecoou... alto o bastante pra atrair todos os zumbis nos quarteirões mais próximos.

Eduardo deu uma última olhada pra trás, e não conseguiu ver se Richard e Sophie escaparam em segurança. Depois de correr bastante Eduardo conseguiu despistar os zumbis e se abrigar em uma farmácia pra descansar...

Continua
...

Capítulos anteriores:
  
- Capítulo 1: A Manhã dos Mortos;
- Capítulo Extra: Laços dos Mortos;
- Capítulo 2: Explorando o Amanhã;
- Capítulo 3: Amigos...;
- Capítulo 4: Deixando o Lar;
- Capítulo 5: O Gosto do Desespero;

4 comentários: