sábado, 4 de agosto de 2012

Despertar dos Mortos (Dawn of the Dead, 1978)

Ae pessoal, nós do DIA-Z semanalmente indicaremos alguns filmes para os que são loucos por ZUMBIS!!

E como não poderia deixar de ser, tivemos que homenagear nesse primeiro post  "o pai dos mortos vivos", George Romero.

Despertar dos Mortos, é a obra máxima do George Romero. Tratando-se de filmes de zumbis, considero um dos melhores do gênero já feito.

É uma muito louco ver todo aquele povo preso dentro do shopping center caminhando pela diversas lojas, pegando produtos variados, sem sequer pagar um centavo. Os zumbis também perambulam pelo shopping, porém, são lentos pra caramba (uma das principais características dos zumbis de George Romero), e com os mocinhos armados até os dentes, tudo – até certo momento – fica seguro.

Não vou me estender mais e acabar com a graça de quem ainda não pode conferir essa obra-prima do mundo zumbi. Assistam!! Vale a pena!


 Sinopse:

Quando o planeta é tomado por uma orda interminável de mortos-vivos, os últimos sobreviventes da cidade se refugiam em um shopping center, acreditando na possibilidade de permanecerem vivos e escondidos ali. Mas a situação se complica. Começa a faltar munição e alimento, e os temidos zumbis começam a invadir o lugar, os colocando em uma situação crítica e com poucas chances de saírem vivos.

• Direção: George A. Romero
• Roteiro: George A. Romero
• Gênero: Drama/Suspense/Terror
• Origem: Estados Unidos/Itália
• Duração: 126 minutos
• Tipo: Longa-metragem


Curiosidades do Filme:

- Existem três versões conhecidas para este filme: a versão altamente censurada, com quase todo o “gore”retirado (que dura 126 minutos), a versão do diretor Romero, totalmente “uncut” (140 minutos), e a versão européia, montada pelo produtor e cineasta Dario Argento, que tem 117 minutos (mantendo boa parte da violência, mas retirando várias cenas consideradas “longas” pelo italiano, aquelas que mostravam o dia-a-dia dos heróis no interior do shopping-center).

 - A versão de Dario Argento foi lançada na Europa com o nome “Zombi“. O diretor italiano Lucio Fulci gostou tanto que realizou sua sequência pirata, “Zombi 2“, que no restante do mundo ficaria conhecida como “Zombie“.

 - A versão lançada no Brasil em VHS na metade dos anos 90 é uma das raras edições “uncut” de Romero.

 George A. Romero e sua esposa aparecem rapidamente no início, como técnicos da emissora de TV que transmite relatórios de emergência.

 - Além de fazer uma participação como motoqueiro, o maquiador Tom Savini também aparece como o zumbi que quebra a janela do caminhão e é alvejado na cabeça por um tiro de Roger e como outro zumbi que é atropelado por um caminhão e lançado longe.

 - No filme, Stephen é apelidado “flying boy” (“garoto voador”) pelos colegas, já que é piloto de helicóptero. No Brasil, misteriosamente, o apelido mudou para “Tarzan“!!!

 - Em várias cenas do filme, uma música toca no interior do shopping center sitiado. Em entrevistas na época, o diretor Romero declarou que aquilo não foi intencional: todos os dias, às seis da manhã, a música começava a tocar por conta e ninguém sabia como desligar.

 Dario Argento ajudou a escrever o roteiro, mas não ganhou crédito, apenas como produtor.

 - Na cena em que Peter é atacado por duas crianças-zumbi, os monstros foram interpretados pelos sobrinhos de Savini, Donna e Mike.

 Joe Pilato, que interpretou o vilão Capitão Rhodes em DIA DOS MORTOS, aparece rapidamente como um policial.

 - Savini chamou o amigo Jim Krut, que tinha a cabeça pequena, para interpretar o zumbi que tem o topo de sua cabeça arrancado pelas hélices de um helicóptero. Assim, pôde “alargar” a cabeça de Krut com espuma e látex.

  - A cena em que os heróis entram em uma loja de armas não foi feita no mesmo shopping center alugado para a produção, mas sim numa loja em Pittsburgh.

 - Todos os figurantes que interpretaram zumbis ganharam 20 dólares e uma camiseta com o título do filme.

 - Segundo o documentário “Document of the Dead“, de Roy Funkes, Romero filmou um final alternativo, nunca exibido, onde Peter e Fran cometem suicídio (ele com um tiro na cabeça, ela ao se jogar nas hélices do helicóptero).

 - Na época do lançamento, devido à extrema violência, o filme ganhou uma qualificação “X” da Censura – qualificação dada apenas a filmes pornográficos. Romero tinha medo que as pessoas fossem ver o filme acreditando que tinha cenas de sexo.

2 comentários:

  1. DEMAIS!!!! Adorei o site! Muito bom, aqui vou poder ver meus filmes clássicos de zumbis, espero que tenham todos do Romero disponíveis. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu achando que era o filme, só o trailer. :/

    ResponderExcluir