segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Conto de zumbi: O Caminho dos Mortos

Olá pessoal, venho trazer para vocês um conto zumbi caseiro, espero que gostem. Deem sua opinião nos comentários, isso me ajudará bastante...

Capítulo 1 – A Manhã dos Mortos

Com um QI acima do normal e conhecimento geral maior do que o de um adulto, Eduardo é considerado pela maioria de sua faculdade um gênio.
No dia anterior, Eduardo presenciou seu pai ser atacado por um homem desconhecido. Não aconteceu nada muito grave, apenas uma leve mordida em seu braço direito, que julgou não ser nada sério. Chegando em casa, pediu à sua mãe  para fazer um curativo em seu pai, que estava trêmulo devido ao susto.

No dia seguinte... 7h36min, 13 de março:

Eduardo olha pela janela, força um sorriso bobo e diz "Que dia bonito! O céu está lindo e com poucas nuvens. Seria um dia perfeito para fazer um piquenique!". Imediatamente ele fecha a cara e complementa mentalmente: "Se não fosse pelo fato das pessoas estarem se comendo por ai... Ainda não acredito que isso está acontecendo. As notícias estão bem estranhas ultimamente. Vários aeroportos foram fechados, pessoas sendo proibidas de entrarem e saírem dos países em que estão. Se isso fosse algum tipo de jogo, filme ou série eu diria que está acontecendo um apocalipse zumbi (risos internos). Pois é, na vida real uma coisa dessas nunca aconteceria não é mesmo?! Eu queria estar realmente sonhando”.

Poucos minutos antes:

Eduardo acordou com um grito estridente que aparentava vir do quarto de seus pais. Levantou-se rapidamente e foi verificar o que estava acontecendo. Ao chegar à entrada do quarto, avistou um figura ensanguentada atacando alguém. Era o seu pai, arrancando e devorando as tripas de sua mãe. No mesmo instante, aquela criatura virou-se e encarou diretamente Eduardo, que entrou em choque  durante alguns segundos. Várias perguntas ocuparam a mente dele: "O que está acontecendo?", "O que é essa criatura devorando as entranhas da minha mãe?". Mesmo sabendo que era seu pai atacando sua mãe, Eduardo recusou-se a acreditar.
De repente Eduardo notou que a criatura se levantou e suas intenções eram claras: aquele monstro queria sua carne a qualquer custo. Eduardo instintivamente correu e trancou-se no quarto. Deitou em sua cama sem acreditar no que acabara de presenciar. Ligou seu notebook e começou a procurar notícias no mundo. Percebeu que o que acabara de acontecer com ele, era algo que a mídia estava escondendo. Desligou seu notebook olhou pela janela forçou um sorriso e disse "Que dia bonito...".

Semana que vem tem mais galera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário